BEQUIMÃO

Ponte Governador Antônio Dino interliga Bequimão ao Litoral Ocidental

Obra importante deve impulsionar o turismo na região da Floresta dos Guarás

A distância entre a Baixada e o Litoral Ocidental Maranhense foi oficialmente encurtada em mais de 120 km, com a inauguração da Ponte Bequimão-Central nesta sexta-feira, dia 1 de abril. A cerimônia contou com as presenças do até então governador Flávio Dino; do secretário de estado da Infraestrutura, Clayton Noleto; do prefeito João Martins (Bequimão); da prefeita Fechinha (Central do Maranhão); entre outras autoridades políticas e população contemplada pela estrutura.

De acordo com o prefeito de Bequimão, João Martins, a Ponte Bequimão-Central é um sonho de décadas não só da população do município, mas também de Central do Maranhão e de todas as outras cidades que compõem a Floresta dos Guarás. Agora, o polo ecoturístico localizado nas áreas da Baixada e do Litoral Ocidental ganha uma nova rota e deve ser potencialmente desbravado por turistas do Maranhão, de outros estados e até de outros países.

“Um dia histórico para Bequimão. Hoje, o nosso povo realizou um grande sonho. Um sonho que demorou mais de 50 anos para se tornar realidade. O governador Flávio Dino inaugurou a tão sonhada ponte que interliga o município de Bequimão a região do Litoral Ocidental Maranhense. Não tenho dúvida que por cima desta ponte passará todo o desenvolvimento que esperamos ansiosamente há muitos anos”, declarou o prefeito de Bequimão.

O Polo Turístico Floresta dos Guarás é detentor de fauna e flora bastante diversificados. Além disso, dispõe de belezas naturais, como florestas, ilhas e outros locais paradisíacos, como a Ilha de Imbotíua, às margens do Rio Itapetininga, em Bequimão. Um paraíso, entre tantos outros, ainda desconhecido pelos amantes do turismo.

“O nosso sentimento hoje é de gratidão a todos que tornaram esta grande obra possível, desde os operários, até as lideranças políticas que tanto sonharam e lutaram para que este momento se tornasse realidade, entre os quais incluo o meu saudoso pai Juca Martins, que por muitos anos sonhou e projetou este momento. Viva Bequimão, viva a região do Litoral Ocidental, Viva o Maranhão”, comemorou o prefeito João Martins durante a inauguração da Ponte Bequimão-Central.

Contribuição

O prefeito de Bequimão, João Martins, é um dos grandes entusiastas do desenvolvimento turístico da região. Como superintendente do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae-MA), atuou na Proposta de Roteirização Turística do Polo Floresta dos Guarás e no Diagnóstico do Estudo do Turismo Religioso no Litoral Ocidental.

A Proposta de Roteirização Turística do Polo Floresta dos Guarás e o Diagnóstico do Estudo do Turismo Religioso no Litoral Ocidental foram apresentados como resultados dos trabalhos desenvolvidos pelo Projeto de Desenvolvimento Econômico e Territorial (DET) do Litoral Ocidental, desenvolvido por meio da Unidade Regional de Pinheiro.

O primeiro estudo abrangeu quatro municípios: Bequimão, Cururupu, Guimarães e Porto Rico do Maranhão; enquanto o segundo abrangeu oito dos 12 municípios do Litoral Ocidental.

“O Pólo da Floresta dos Guarás é reconhecido pelos governos estadual e federal e demonstrou um grande potencial, assim como para o desenvolvimento do artesanato”, comentou, na época, o ex-diretor superintendente do Sebrae no Maranhão e atual prefeito do município de Bequimão, João Martins.

“Em 2017, realizamos algumas ações para desenvolver a culinária, o artesanato e atendimento nos meios de hospedagem da região com bons resultados, como ações de apoio ao turismo religioso. Este ano queremos continuar o trabalho com novas frentes e numa perspectiva de preparar a região para a chegada do turismo que virá quando a ponte sobre o Rio Pericumã ficar pronta, o que com certeza aumentará o fluxo de turistas no Litoral Ocidental Maranhense. O resultado nos mostrou que há muito a ser feito, como trabalhar a governança e a infraestrutura para receber o turista ”, completou Martins em 2018.

Novos roteiros

Tanto o Diagnóstico do Estudo do Turismo Religioso no Litoral Ocidental quanto o Proposta de Roteirização Turística do Pólo Floresta dos Guarás, demonstraram que há 23 atrações turísticas, 33 igrejas, monumentos e terreiros e 21 festejos que podem ser trabalhados tanto para roteirização turística do Litoral Ocidental quanto do turismo religioso na região.

De acordo com o Diagnóstico do Estudo do Turismo Religioso no Litoral Ocidental, o turismo religioso no Maranhão, se manifesta pelas festividades religiosas que acontecem nas pequenas cidades do interior do estado e que ainda resistem em razão da manifestação de fé dos seus devotos, que mantêm tradições com o pagamento de promessas, ladainhas, novenas, procissões, romarias, levantamento de mastros, entre outras homenagens aos seus santos padroeiros.

Uma das principais festas identificadas pelo estudo do Sebrae no Maranhão é o festejo de São Sebastião, que acontece entre 10 e 27 de janeiro em oito dos 12 municípios do Litoral Ocidental. O festejo movimenta a economia da região nesse período dado ao volume de fiéis que vão à região participar dos festejos.

“Sabemos que esta festa religiosa acontece em diversos municípios maranhenses a exemplo de Carutapera, localizado na Amazônia Ocidental. Mas os festejos de São Sebastião no Litoral Ocidental, este ano, estimamos que deverá atrair pelos menos 50 caravanas que virão de Belém e de São Luís para participarem deste festejo em Alcântara, Peri Mirim, Bacuri, Cururupu, Porto Rico do Maranhão, Apicum Açu e Guimarães, o que vai movimentar todo o mercado local, desde os meios de hospedagem, os restaurantes e comércio”, explicou Martins.

Em alguns casos, como em Bacuri, no período em que há festas religiosas, a ocupação dos meios de hospedagem chega a ser de 100%. “Resultados como este e a riqueza do acervo natural, material e imaterial, nos mostrou que o território possui viabilidade para a estruturação de um roteiro turístico religioso, justificado pelo potencial de atratividade, pelo fluxo de pessoas que são atraídas pelos 33 atrativos turísticos e 21 festejos que mapeamos no Litoral Ocidental”, concluiu Martins.

Em relação à Proposta de Roteirização Turística do Polo da Floresta dos Guarás, onde foram estudados quatro municípios – Guimarães, Porto Rico do Maranhão, Cururupu e Bequimão – foram identificados e avaliados 23 atrativos turísticos, entre atrativos naturais e culturais.

Dentre os atrativos mapeados no estudo, os destaques foram a Ilha dos Lençóis e o Parque Estadual Manoel Luís. O primeiro por ser um santuário sócio ambiental que possui belezas naturais, um acervo do imaginário popular – ligado ao Sebastianismo – com lendas que podem despertar grande interesse turístico no mundo, enquanto o segundo é o maior parque de corais da América Latina.

“O estudo apontou que o maior potencial está em ecoturismo e turismo cultural, mas há trabalhos para serem feitos em governança e em infraestrutura, para aumentar o potencial de exploração sustentável dessa riqueza e o Sebrae no Maranhão orientará seu trabalho no sentido de criar condições para que os pequenos negócios ligados a cadeia de valor do turismo possam prosperar e para as prefeituras poderem criar uma ambiência para isso acontecer de uma forma sustentável e duradoura”, finalizou João Martins em 2018, quando ainda era diretor superintendente do Sebrae no Maranhão.

Bequimão no Mapa do Turismo Brasileiro

O Ministério do Turismo, por meio do Programa de Regionalização do Turismo e dos Interlocutores Estaduais do PRT, certificou, na última segunda-feira (28), que o município de Bequimão agora integra o Mapa do Turismo Brasileiro. O reconhecimento tem validade de um ano.

O prefeito João Martins comemorou bastante a inclusão de Bequimão no Mapa do Turismo Brasileiro. Segundo ele, a certificação representa um grande avanço para o município. Não é pra menos. Estamos falando da porta de entrada da Floresta dos Guarás, região repleta de atrativos naturais, religiosos e culturais.

“Bequimão foi categorizado como sendo parte do Pólo Turístico Floresta dos Guarás, região que engloba também os municípios do Litoral Ocidental Maranhense, pelas características naturais e culturais semelhantes. Para a gente, é motivo de orgulho e felicidade poder receber essa certificação, uma vez que ela representa também a possibilidade do nosso município ter o desenvolvimento da sua atividade turística estimulada”, destacou o prefeito de Bequimão.

O Mapa do Turismo Brasileiro revelou que o município de Bequimão tem 5.092 visitantes domésticos. São as pessoas que valorizam a cultura, a história e todos os traços locais. A modalidade turística estimula o setor internamente. Além disso, garante inúmeros benefícios à população, fortalecendo o comércio e a economia da região visitada.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!