POLÍTICA

Possível sócio da Econométrica pede exoneração do governo Flávio Dino

Além da relação da Econométrica com o governo, a empresa se envolveu em outra polêmica durante a divulgação de uma pesquisa eleitoral

O empresário Jorge Andres Zubicueta Goic, apontado como sócio oculto da Econométrica Pesquisas Ltda, foi exonerado no último de 5 deste mês da gestão Flávio Dino, onde ocupava o cargo de membro do Conselho de Gestão Estratégica das Políticas Públicas de Governo.

De acordo com o Diário Oficial, a exoneração foi promovida pelo secretário Diego Galdino, da Casa Civil, e teria sido um pedido do próprio Jorge Zubicueta.

A exoneração acontece logo após início do ano eleitoral, onde o então governador Flávio Dino, por diversas vezes teria sido favorecido pelas pesquisas da Econométrica, por pretender se candidatar a uma vaga ao Senado Federal.

Em 2018, a coligação “Maranhão quer Mais”, da então candidata Roseana Sarney (MDB), denunciou à Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão (PRE) a suposta relação entre o Governo do Estado e o Instituto de Pesquisa Econométrica.

De acordo com a denúncia, um dos fundadores do instituto, o empresário Jorge Andrés Zubicueta Goic, que é natural do Chile, repassou a administração da Econométrica para o irmão, Sérgio Zubicueta e passou a ter duas nomeações em cargo comissionado na gestão Flávio Dino (PCdoB).

Além da relação da Econométrica com o governo, a empresa se envolveu em outra polêmica durante a divulgação de uma pesquisa eleitoral, que apontou para larga vantagem de Flávio Dino. Os dados tiveram de ser retirados do ar pela TV Guará, que havia contratado o levantamento. Isso porque a pesquisa havia sido assinada pela professora Celene Raposo Aquino, técnica em estatística, que morreu 19 dias antes do registro da pesquisa, dando desconfiança ao levantamento eleitoral.

Até o final de 2021, Jorge Zubicueta possuía dois cargos no governo Flávio Dino. O primeiro deles era na Casa Civil, onde ocupava o cargo de Assessor Responsável pelo Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas, como o salário de R$ 3.838,57. Ganhando os salários de R$ 3.705,13, Jorge Zubicueta também era Conselheiro na MAPA – Maranhão Parcerias.

Para tentar desvincular a imagem da Econométrica como aliada do governo Flávio Dino, atualmente a empresa está em nome de Manuella Isidoro Coelho.

Por Folha do Maranhão

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!