SÃO LUÍS

Prefeito Braide e secretário Joel Nunes escondem casos de Covid-19?

São Luís não divulga boletins com total de mortes e casos de Covid-19

Avesso ao diálogo com vereadores e servidores, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), agora demonstrou que tem resistência com outra função do cargo: a transparência. Incapaz de apresentar qualquer estratégia de combate ao avanço da pandemia, Braide passou a omitir informações sobre a covid-19, em total desrespeito à população.

site oficial da prefeitura sobre o novo coronavírus saiu do ar desde o final do ano passado e nunca mais retornou, fazendo administração municipal ignorar o número total de infectados e o acumulado de mortes provocadas pela doença.

A capital maranhense vem registrando alta na média móvel de mortes por Covid-19 neste momento da pandemia. O próprio secretário de Saúde de São Luís, Dr. Joel Nunes chegou a anunciar nas redes sociais, ontem, que testou positivo para a doença. No entanto, a suspensão da divulgação dos dados da pandemia no site diminuiu significativamente o alcance da divulgação do cenário da Covid-19 na capital.

Além disso, a omissão dos dados do novo coronavírus aumenta a desconfiança, pois a manobra promove confusão e reduz ainda mais a credibilidade das informações oficiais. Segundo o blog apurou junto ao Painel COVID-19 com informações a partir da Secretarias de Estado de Saúde, São Luís conta com 46.651 casos confirmados e 2.567 mortes, conforme dados atualizados até ontem, dia 24 de janeiro.

Autoritário e irresponsável

A omissão de informações é típica de governos autoritários, que centralizam dados e escondem a realidade para não expor sua própria incompetência. Diante do agravamento da pandemia, Braide descumpre a Lei da Transparência, que visa regular a relação jurídica que se compõe do direito à informação dos cidadãos e do dever de prestação de informações por parte do Poder Público em sentido bem amplo.

O prefeito também ignora uma decisão do STF que obriga a divulgação de dados integrais da covid-19. Em março do ano passado, o Plenário do Supremo Tribunal Federal confirmou por unanimidade a ordem para que o Ministério da Saúde e o governo do Distrito Federal mantenham a forma de divulgar os dados epidemiológicos relativos à pandemia, decisão que pode se estender a todos os entes federados, caso haja provocação junto ao judiciário para fazer a administração municipal cumprir a legislação.

Braide acha que pode maquiar a realidade, mesmo que isso custe a vida de milhares de cidadãos. A tentativa de esconder os casos de morte e contágio atende a principalmente interesses políticos, escondendo dados para não tomar nenhuma medida drástica que venha afetar sua imagem junto ao eleitorado da capital maranhense, mesmo que isso signifique aumentar os riscos vividos pelos ludovicenses.

Números dos testes explicam

O elevado número de novos casos que vem sendo notificado em São Luís pode ser constatados através do boletim de testagem do Covid-19, única ferramenta disponível para fazer um diagnóstico mais próximo do agravamento da pandemia na cidade.

Dos 70508 testes realizados entre o dia 29 de dezembro a 16 de janeiro, 17916 testaram positivo [reagente] e 52592 deram negativos [não reagente]. Os terminais da Praia Grande, com 5749 e da Cohama, com 5575O são os locais com mais testagens. Os locais com mais casos reagentes foram o terminal da Cohama, com 1375 e UM Itaqui Bacanga, com 1316.

Por Isaías Rocha

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!