MARANHÃO

Prefeito Braide injetou R$240 milhões na SEMOSP só em 2024

David Col Debella está nadando em dinheiro na tentativa de livrar Braide de uma derrota

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) se transformou em uma mina de ouro na administração de Eduardo Braide (PSD). Somente entre fevereiro e junho deste ano, a pasta comandada pelo engenheiro David Col Debella recebeu R$ 238.082.585,75 (Duzentos e trinta e oito milhões, oitenta e dois mil, quinhentos e oitenta cinco e setenta e cinco centavos) em créditos suplementares e a cidade continua um caos na infraestrutura.

A modalidade utilizada para encher os cofres da secretaria é um crédito adicional destinado ao reforço de dotação orçamentária já existente no orçamento. Ou seja, ultrapassa a previsão orçamentária aprovada em lei anual específica, validada pela Câmara Municipal.

Na LOA 2024 aprovada na Câmara de Vereadores, o orçamento previsto para a Semosp durante todo o ano seria de R$ 415.277.137,18 (Quatrocentos e quinze milhões, dizentos e setenta e sete mil, cento e trinta e um reais e dezoito centavos). Pasta já recebeu mais da metade em menos de 6 meses.

O volume de recursos encontra explicação na proximidade das eleições. Sob o guarda-chuva da pasta, estão programas como “Trânsito Livre”, que vem retalhando a cidade sem solucionar os problemas de trafegabilidade da capital, e “Asfalto Novo”, que prioriza colocar pavimentação sobre pavimentação em avenidas da área nobre da cidade.

O resultado da inversão de prioridades pode ser testemunhado quase que diariamente neste período chuvoso, quando bastam poucos minutos de chuvas para que avenidas inteiras e bairros periféricos fiquem submersos, vitimando especialmente as camadas mais pobres da cidade.

Por Domingos Costa

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo