BABADO DA SEMANA

Prefeito de Igarapé do Meio-MA persegue professores da sede e remove-os para a zona rural

De acordo com o que circula na cidade, o prefeito Almeida Sousa estaria perseguindo quem não votou nele em 2020

A Prefeitura de Igarapé do Meio-MA, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), está aproveitando os impactos da pandemia da Covid-19, para promover uma verdadeira caça às bruxas no funcionalismo público do município. As vítimas da perseguição são os professores que não votaram no prefeito Almeida Sousa (PL).

Após denúncia, o Portal G7 apurou que somente nesta última segunda-feira (22), dez professores concursados, alguns com mais de 25 anos de prestação de serviço na rede municipal de ensino, tiveram portarias emitas pela pasta da Educação, com aviso de realocação da sede para os povoados de Vila Bela, Fazenda Nova, Cajazeiras, Centro dos Pinacos, Toari e Patrício, todos com difícil acesso, principalmente a noite, horário que os educadores terão que desempenhar suas funções.

Em parte da justificativa das portarias, a Prefeitura diz que foi obrigada a proceder com as remoções por conta da pandemia da Covid-19. “Tal medida se justifica pelo fato de estarmos no meio de uma pandemia, onde diminuiu a quantidade de alunos e, consecutivamente das turmas, o que nos obrigou a proceder remoções no quadro de servidores para garantir uma melhor prestação de serviços à população igarapeense”, diz trecho da nota enviada aos professores.

O G7 procurou os dez profissionais da educação que foram transferidos na última segunda-feira (22), mas que só receberam a notificação nesta quarta-feira (24), e todos foram taxativos ao afirmarem que a medida foi uma retaliação do prefeito Almeida Sousa (PL), por ter tido uma pífia votação do funcionalismo público nas eleições de novembro de 2020.

 

“Eles alegam que a mudança se deu em virtude da Covid-19 que ocasionou a baixa de matrículas nas escolas da sede. A pergunta que não quer calar: As escolas da sede estão sendo fechadas e só vai funcionar as escolas do interior? Como você remove um concursado da sede para a zona rural e contrata outro para a vaga dele sem um processo de seletivo ou concurso? Eles se acham acima da lei”, descreveu um professor.

Para tentar cumprir acordos com aliados durante a campanha, o prefeito Almeida Sousa estaria contratando novos professores sem seletivo, simplesmente para agradar lideranças e eleitores, já que os acordos, segundo o G7 foi informado, foram muitos. Alguns até dizem que Almeida Sousa prometeu até a alma, simplesmente para se manter na prefeitura e tentar eleger a esposa deputada estadual em 2022.

 

 

 

É válido ressaltar que o prefeito Almeida Sousa é aliado fiel do deputado federal Josimar de Maranhãozinho, investigado pela Polícia Federal por desvio de verba pública da saúde. Segundo a Polícia Federal, Josimar teria sido filmado por policiais federais juntamente com alguns prefeitos em atitude suspeita, o que ocasionou em apreensão de mais de R$3 milhões de reais em seu escritório.

O Ministério Público do Maranhão e a Câmara Municipal de Igarapé do Meio precisam agir urgentemente antes que seja tarde demais.

 

 

Mostre mais

Artigos Relacionados

2 Comentários

  1. Engraçado, observo que as postagens neste site são meio alertórias ! Diga-se de passagem, as que já vi sem fundo de verdade ! É por isso que a maioria das pessoas nem abrem o link, pois já sabem que é calúnia contra o prefeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo