SÃO LUÍS

Prefeito Eduardo Braide contrata sem licitação, empresa do RJ para realizar concurso da Guarda Municipal

Dia 12 de maio, em suas redes sociais, Eduardo Braide prometeu que o edital para o concurso sairia ainda no primeiro semestre

Foi publicado no último dia 14 de junho do Diário Oficial de São Luís, o processo administrativo que autoriza a contratação do Instituto Nacional de Seleções e Concursos – SELECON, para a prestação de serviços técnicos de planejamento, organização, divulgação e realização de concurso público, com elaboração, impressão e aplicação de provas, visando o preenchimento de 111 vagas para a Guarda Municipal de São Luís – MA.

A contratação foi feita com dispensa de licitação, e deverá custar aos cofres públicos o valor de R$ 280.000,00 (duzentos e oitenta mil reais), a serem pagos pela Secretaria Municipal de Administração – SEMAD.

O concurso da Guarda Municipal foi anunciado no início do ano durante visita do prefeito Eduardo Braide à sede da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania – SEMUSC. Na ocasião, o prefeito assinou o documento onde autorizava a realização do concurso, porém somente em maio o projeto de lei para realização do referido concurso foi aprovado na Câmara Municipal. No dia 12 de maio, em suas redes sociais, Eduardo Braide prometeu que o edital para o concurso sairia ainda no primeiro semestre, o que não aconteceu. Com 14 dias de um novo semestre, agora que sua gestão, através da SEMAD escolhei o instituto que irá fazer aplicação das provas.

Segundo levantamento da Folha do Maranhão, não foi divulgado nenhum processo de licitação para a realização do concurso, nem no site de Central de Licitações da Prefeitura de São Luís, nem muito menos no site do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O que torna suspeita a contratação do instituto suspeita.

Recentemente, o concurso da Assembleia Legislativa do Maranhão foi anulado devida a inúmeras reclamações de fraudes na aplicação a prova e na aprovação de pessoas que tinha ligação direta ou indireta com políticos e ex-políticos, onde uma empresa, também do Rio de Janeiro foi escolhida para fazer o concurso.

Por Folha do Maranhão

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!