SOLIDARIEDADE

Prefeitura de Bequimão distribui quase 2 toneladas de alimentos a terreiros de matriz africana

Distribuição dos alimentos, doados pelo Governo do Estado, foi feita pela Secretaria Municipal de Cultura

Em Bequimão, a gestão do prefeito João Martins tem ampliado cada vez mais a assistência dada a pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, dimensionada pela pandemia do coronavírus. Nesta semana, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, realizou a distribuição de 200 cestas básicas a 20 terreiros de matriz africana no município. A entrega dos alimentos contou com o apoio das secretarias municipais de Cidadania e Participação Popular, Promoção da Igualdade Racial, Assistência Social e Desenvolvimento Rural, além da juventude do Coletivo Bora Ver.

As cestas foram adquiridas através de uma articulação conjunta da Secretaria Municipal de Cultura, Conselho Estadual de Cultura do Maranhão e Federação de Umbanda e Culto Afro Brasileiro do Maranhão junto ao Governo do Estado, responsável pela doação dos alimentos aos terreiros de Bequimão, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP).

De acordo com o prefeito João Martins, a política assistencial foi adotada desde o início da pandemia e vai muito além da busca pela erradicação dos rastros de insegurança alimentar. “A entrega dos alimentos reforça o caráter laico e igualitário da nossa administração no combate aos efeitos prejudiciais não só da pandemia, mas também da intolerância religiosa para com as pessoas da religião de matriz africana”, destacou o prefeito de Bequimão, referindo-se aos episódios de discriminação sofridos por essas pessoas em todo o país.

Maria de Bibi, da Casa da Saúde Tenda de Xangô, agradeceu o olhar atento e sensível da administração municipal sobre as necessidades dos terreiros de matriz africana de Bequimão. “Só temos a agradecer ao governador Flávio Dino pela doação das cestas e ao nosso prefeito João Martins, por esse olhar atento e por viabilizar a entrega desses alimentos ao nosso terreiro, que tanto precisa”, disse a mãe de santo do terreiro localizado na comunidade quilombola Ramal de Quindiua.

“Fica aqui o nosso agradecimento ao Governo do Estado e à Prefeitura de Bequimão, nas pessoas dos amigos das Secretarias de Cultura, de Igualdade Racial e a todos que têm contribuído, para que nossos territórios, nossos terreiros, pudessem ser beneficiados com estas cestas de alimentos. Uma ajuda e tanto neste momento tão complicado que estamos vivendo com a pandemia”, acrescentou o pai de santo, Mailson de Ogum, do Terreiro de São Jorge, localizado no Quilombo Ariquipá.

O secretário de Cultura, Rodrigo Martins, ressaltou a forte presença da religião de matriz africana em Bequimão e enfatizou que a existência dos bequimãoenses que pertencem a ela não pode ser invisibilizada, bem como seus direitos não podem ser negligenciados.

“A religião de matriz africana é uma religião muito presente, muito forte no nosso município. Praticamente, em todas as nossas comunidades onde há igrejas, nós temos também terreiros”, afirmou.

Foram beneficiados com a distribuição de cestas básicas no município de Bequimão os terreiros Santa Bárbara, no bairro Estiva; Santa Bárbara, em Santa Rita; São Jorge, no Quilombo Ariquipá; São Cosme e Damião, em Pontal; Yemanjá, em Santa Tereza; Nossa Senhora da Conceição, no bairro Cidade Nova; Santa Bárbara, em Iriritiua; Yemanjá, em Conceição; Rei Sebastião, em Rio Grande; Santa Luzia, no bairro Cidade Nova; Mina Caboclo Mariano, em Quindiua; Santa Bárbara, no bairro Cidade Nova; Mina Nago, no bairro Cidade Nova; Palácio de Iansã, na Estrada do Bacurizeiro; Nossa Senhora da Conceição, no Quilombo Ariquipá; Santa Bárbara, em Quindiua; Casa da Saúde Tenda de Xangô, no Ramal do Quindiua; Santa Bárbara, no bairro Cidade Nova; São Domingo, no Quilombo Pericumã; e Santa Teresa, também no Quilombo Pericumã.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo