HOMICÍDIO

Preso acusado de matar traficante em ITZ

O crime teria acontecido no bairro da Caema, na cidade de Imperatriz

Uma operação conjunta das Polícias Civil, através da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa-DHPP, e Militar, através do 3° e 14° BPM, realizada na manhã desta quarta-feira (4), culminou com a prisão de Rogério Oliveira Lima, 39 anos, também conhecido por ‘Snaib’.

Rogério é acusado de envolvimento no assassinato do traficante Luís Carlos Moraes de Sousa, de 47 anos, fato ocorrido no dia 30 de maio, na residência da vítima, localizada na Rua Nova, 124,  no bairro da Caema. Rogério, segundo o que ficou apurado nas investigações, estava junto com três elementos, que também estão envolvidos no crime, mas que conseguiram empreender fuga. Rogério foi preso na Vila Vitória, onde também se encontravam os outros componentes do bando, que observaram a chegada da polícia e fugiram.

O delegado Gustavo Tavares, que investigou o caso, disse que a motivação da morte de Luís Carlos teria sido porque ele estava cobrando uma dívida que Rogério lhe devia. Este decidiu, juntamente com o seus comparsas, matar Luís Carlos, o que acabou acontecendo.

Todo o bando de Rogério estava reunido, porque ontem de manhã estava programado um assalto a um comércio no Santa Rita, ocasião que seriam roubados R$ 40 mil. “Tudo foi armado para que fosse preso todo o bando, mas em função desse assalto, tivemos de antecipar a nossa ação e só conseguimos prender Rogério, que já tinha mandado de prisão preventiva decretada”, disse o delegado Gustavo Tavares.

Além de terem cumprido o mandado de prisão, o delegado Gustavo Tavares autuou Rogério por associação criminosa, tendo em vista o assalto que faria na manhã de ontem. O delegado Gustavo disse que outros três elementos participaram do assassinato de Luís Carlos e já estão com prisão decretada.

Rogério foi ouvido na tarde de ontem e depois de realizar exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal-IML, foi levado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz-UPRI, onde ficará à disposição da justiça.

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close