LEGISLATIVO

“Querem condenar sem prova”, diz Chaguinhas ao defender Domingos Paz

Parlamentar pediu 'freios e contrapesos' na abordagem das denúncias e afirmou que colega de plenário enfrenta 'julgamento moral sem defesa'

O vereador de São Luís, Francisco Chaguinhas (Podemos), voltou a defender o colega de plenário, Domingos Paz em meio às acusações de assédio sexual envolvendo o parlamentar. Na última segunda-feira (19), Paz falou sobre reviravolta no caso e afirmou que sofre ‘perseguição política’.

A manifestação de Francisco Chaguinhas ocorreu pouco depois de o vereador Marcial Lima reiterar posicionamento já realizado na Câmara de São Luís. No pequeno expediente, ele disse já ter entrado em contato com o Delegado Geral da Polícia Civil, Jair Paiva, para pedir informações oficiais sobre o caso.

De acordo com Marcial Lima, as informações solicitadas contribuirão com o processo de afastamento do acusado que tramita na Casa. “Como jornalista eu não posso me omitir de uma discussão de um tema tão importante. E as pessoas nos cobram uma posição. A posição nossa é exatamente a de que investiguem o caso e que nós possamos ser abastecidos de informação oficial. Não adianta fazer prejulgamento”, assinalou.

Para Chaguinhas, no entanto, Marcial teria feito na tribuna justamente um prejulgamento, afirmando que estão “querendo condenar Domingos Paz sem prova nenhuma”. Em seu discurso, pediu ‘freios e contrapesos’ na abordagem das denúncias e afirmou que o colega de plenário enfrenta ‘julgamento moral sem defesa’.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo