ARTIGO

Ricardo Cappelli: O ungido de Fernando Sarney

Cappelli é considerado o José do Egito para salvar o Sistema Mirante

Ex-candidato a vereador do Rio de Janeiro, que obteve míseros sete votos em 2008, jornalista militante Ricardo Cappelli foi o escolhido da família Sarney para cuidar da comunicação do Maranhão e encher os cofres do Sistema Mirante de Comunicação.

Cappelli é pupilo de Orlando Silva desde o programa Segundo Tempo, do Governo Luís Inácio Lula da Silva, que teria desviado cerca de R$ 50 milhões segundo reportagens da época.

Orlando e Fernando Sarney, o todo poderoso gestor da Mirante, são amigos de longas datas, da época das antigas parcerias entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o Esporte do governo Lula.

Foi Orlando Silva quem levou Flávio Dino a Brasília para beijar a mão de José Sarney. De lá saiu uma improvável aliança que garantiu a sobrevivência do conglomerado de comunicação da oligarquia Sarney até os dias de hoje. A partir desse encontro, a TV Mirante, que um dia foi chamada por Flávio Dino de “Sistema Mentira” passou a fazer todas as coberturas do governo comunista.

Só em 2020, um ano pandêmico, foram R$ 20 milhões em recursos da Secom e Seduc enviados à emissora sarneysista. O último investimento dos Leões na empresa dos Sarney quer ressuscitar o tele-ensino tão criticado no passado pelo governador Flávio Dino.

Garoto de recados de Orlando Silva, Cappelli não tira os pés da emissora localizado no São Francisco. Nem o deslumbrado Rodrigo Lago frequentava tanto o lugar.

O ex-dirigente UNE é a pessoa certa no lugar certo; o nome que une Dino, os Sarney e os interesses nacionais do quase extinto PCdoB.

Essa história terá novos capítulos. Aguardem!

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo