BABADO DA SEMANA

Sérgio Moro desmente Jair Bolsonaro

Moro diz que não pediu cargo no STF para ser ministro no governo Bolsonaro

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro dizer durante entrevista à Rádio Bandeirantes que convidou Sérgio Moro para ser ministro com a promessa de nomeá-lo ministro do Supremo Tribunal Federal, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro afirmou que não impôs nenhuma condição para assumir o cargo. Sérgio Moro desmentiu Bolsonaro.

Parlamentares da oposição viram na declaração de Bolsonaro o pagamento de uma dívida pela prisão do ex-presidente Lula. Ao se distanciar da fala de Bolsonaro, Moro, que vem perdendo várias batalhas dentro do governo, tenta demarcar seu espaço. Moro já percebeu que foi colocado para escanteio no Palácio do Planalto.

Bolsonaro falou sobre a indicação de Moro ao STF durante entrevista à rádio Bandeirantes: “A primeira vaga que tiver, eu tenho esse compromisso com o Moro [de indicá-lo]. Fiz um compromisso com ele porque ele abriu mão de 22 anos de magistratura.” Será que foi esse compromisso, mesmo?

Moro participou nesta segunda-feira (13) de um congresso promovido pela Esmafe-PR (Escola de Magistratura Federal do Paraná) e pela Ajufe (Associação dos Juízes Federais). Em sua palestra, ele também defendeu a permanência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) sob seu comando, no Ministério da Justiça. Só que o poder de Moro no governo está menor que de um gerente de banca de revistas.

“Não vou receber um convite e estabelecer condições sobre circunstâncias futuras que não se pode controlar. O que eu levei para o presidente é que [no cargo] eu queria trabalhar contra a corrupção, crime organizado e crime violento. E houve uma convergência de pautas, além de o presidente ter me dado carta branca para construir [a equipe do] ministério”, disse Moro, destacando que a pasta está “repleta” de pessoas com quem ele trabalhou ao longo de seus 22 anos na magistratura.

O segredo de Moro e Jair Bolsonaro aos poucos vai sendo desvendado por eles mesmo. E o que tudo indica é que se apertar mais, outras descobertas virão em poucos dias, já que Bolsonaro não consegue decorar algo fácil. E como todo bom mentiroso, a verdade virá à tona por ele mesmo.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close