JUSTIÇA

STF: um Tribunal, 11 ministros e meio bilhão de despesas

A casa da justiça mais cara do planeta encontra-se no território brasileiro

O radialista e historiador, Marco Antônio Villa, destacou esta semana a farra de dinheiro público no Supremo Tribunal Federal (STF). Pelas informações do comunicador da Rádio Bandeirantes de São Paulo, no STF tem mais funcionário, que telhas e tijolos.

Segundo Vila, em 2016, o Supremo Tribunal Federal custou mais de meio bilhão de reais aos cofres públicos. De acordo com Marco Antônio Villa, o STF possui: 1.216 funcionários; 306 estagiários; 959 terceirizados. O total varia de um mês para outro, mas nunca é inferior a 2.450 funcionários. Fazendo um cálculo rápido, existe uma média de 222 funcionários para cada um dos 11 ministros.

Democracia ou Privilegiocracia?
Para os senhores terem uma ideia, somente funcionários terceirizados, são: 25 bombeiros civis; 85 secretárias;
293 vigilantes; 194 recepcionistas; 19 jornalistas; 29 funcionários cuidando da encadernação;116 serventes de limpeza; 24 copeiros; 27 garçons; 8 auxiliares de saúde bucal;12 auxiliares de desenvolvimento infantil; 58 motoristas; 7 jardineiros; 6 marceneiros;10 carregadores de bens; 5 publicitários.

Programa Viva Bem: cursos de yoga, massagem laboral e oficina de respiração para os funcionários.

Gastos:
– R$ 15,78 milhões com assistência médica e odontológica;
– R$ 1,5 milhão com auxílio-moradia;
– R$ 2,162 milhões com educação pré-escolar;
– R$ 12 milhões com alimentação;
– R$ 204 mil com auxílio-funeral e auxílio-natalidade;
– 87 veículos, sendo 3 caminhões;
– R$ 10,5 milhões com informática.

Haja privilégios na Suprema Corte!

Fonte: Professor Marco Antônio Villa / Rádio Jovem Pan

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo