POLÍTICA

STJ tira PROS-MA das mãos de Chico Carvalho e devolve a Marcos Caldas

Caldas retoma o comando do partido no Maranhão 24h depois de ter perdido

O ministro Antônio Carlos Ferreira, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), decidiu devolver o comando do Pros ao perito aposentado da Polícia Civil Marcus Holanda, que foi eleito para o cargo em  julho de 2022. A decisão foi proferida na madrugada desta quinta-feira (4).

Com isso, o comando do PROS no Maranhão retorna ao ex-deputado Marcos Caldas. A esposa do vereador de Chico Carvalho, Tatiana Carvalho, tinha assumido a direção do partido. Chico Carvalho havia comemorado por ser o único vereador a comandar 2 partidos, mas a alegria durou menos de 24h.

No domingo (31/7), o vice-presidente do STJ, ministro Jorge Mussi, havia concedido a liderança da legenda a Eurípedes Júnior, fundador do partido. Na decisão, ele disse que não viu provas suficientes para justificar a saída do político.

Em março, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) destituiu Eurípedes da presidência do Pros e legitimou a reunião partidária que elegeu Holanda. O ex-perito da polícia é líder da ala contrária e acusa o fundador da sigla de desvios milionários.

Na decisão de quarta, Ferreira considera os argumentos apresentados pelo vice-presidente da Corte, mas afirma que a ação carece de análise pelas instâncias precedentes. Assim, o STJ ainda não teria competência para apreciá-las.

“Não se ignora os impressionantes argumentos deduzidos pela parte que requereu a tutela de urgência nestes autos, calcados em supostas irregularidades praticadas nos procedimentos administrativos e até mesmo nas instâncias ordinárias da esfera judicial, objeto de procedimentos que visam a apurar a isenção dos órgãos que examinaram a questão controvertida”, diz o ministro.

Por John Cutrim

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!