NOTÍCIAS

Vergonha alheia: Meia dúzia de Bolsonaristas fazem ato em São Luís

A Praça Maria Aragão que tem capacidade para 10 mil pessoas, ficou longe de encher

Mesmo a pandemia de Covid-19, os bolsonaristas obedeceram o distanciamento social para tentar mostrar em imagens nas redes sociais muita gente na manifestação. A Praça Maria Aragão, que tem capacidade para 10 mil pessoas, ficou longe de lotar na manhã deste domingo (1º), Dia do Trabalhado, com manifestantes, que se reuniram em um ato de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL), em São Luís. A vergonha pelo fracasso do evento foi passado no crédito e será pago em 13 vezes.

O movimento que circulou vários pontos da cidade em busca de bolsonaristas, inclusive avenida Litorânea, defendeu a liberdade de expressão, criticou o Supremo Tribunal Federal (STF) e apoiou o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), que foi condenado por ataques a Corte e incentivo a atos antidemocráticos. Entre os manifestantes, estavam os evangélicos que defendem armas e marginais.

A concentração teve início por volta das 08h30, com bandeiras do Brasil e vestidos de verde e amarelo, onde os participantes rezaram o Pai Nosso, cantaram o hino nacional e gritaram palavras de ordem. Por volta das 10h40, carros e motocicletas saíram em carreata em direção ao bairro São Francisco até a Avenida Litorânea. Os manifestantes se dispersaram por volta das 12h.

Juntando todos os bolsonaristas presentes na manifestação em São Luís, não daria para encher 5 Kombis. Muitos bolsonaristas que surgiram em 2018, sentem vergonha de se mostrar no mesmo trilho, principalmente após os escândalos de corrupção no MEC, Ministério da Saúde, Infraestrutura, e o chamado Orçamento Secreto, criado para alimentar corrupção no governo Bolsonaro.

Os evangélicos que defendiam Bolsonaro, silenciaram, principalmente após verem pastores evolvidos em escândalos dentro do governo federal. Outros milhões de evangélicos, viram suas panelas não subirem mais em seus fogões, por conta da alta inflação imposta por Bolsonaro por falta de gestão, deixando milhões de famílias com fome em todo Brasil.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!