MARANHÃO

Acusado de crime contra a saúde pública, Leonardo Sá diz que seu mutirão realizou 9 mil atendimentos em 23 dias

O projeto Mais Saúde deu caso de polícia na última quarta-feira (20), na cidade de São Bento, na Baixada Maranhense

O médico e deputado estadual, Leonardo Sá (PP), já envolvido em vários escândalos, e sabendo que 2022 será seu último mandato, criou o projeto “Mais Saúde”, que realiza mutirões de consultas e exames nos municípios onde ele tem aliados ou cabos eleitorais, possivelmente com um único objetivo: angariar capital eleitoral em ano eleitoral. Antes da pré-campanha, Leonardo Sá que era aliado de Flávio Dino, depois abandonou o comunista e se agarrou em Josimar de Maranhãozinho, abandonou o Moral da BR para se abraçar com o governador Carlos Brandão, com um único objetivo: abocanhar as emendas e transformar hospitais do Estado em gabinete.

Além de ser um projeto nitidamente eleitoreiro, Leonardo Sá é acusado de possível crime contra a saúde pública. Segundo denúncias, dentro de sua equipe que atua nesses mutirões, estariam atuando profissionais como ortopedistas e pediatras, mas possivelmente, nem médicos seriam, e estariam usando o carimbo da médica Hyanka Padre, que estranhamente é a esposa do deputado Leonardo Sá.

A primeira denúncia aconteceu após a realização de consultas em Bequimão, no último dia 17 de julho, quando pacientes da mesma família teriam sido atendidas por médias diferentes, mas o carimbo seria o mesmo. O caso foi divulgado na imprensa e se espalhou pela Baixada Maranhense (VEJA AQUI…).

Na última quarta-feira (20), na cidade de São Bento, a enfermeira Célia Mara Martins Rodrigues, acabou confrontado o médico sobre a possível realização de consultas com profissionais não habilitados, mas, ao invés de mostrar a verdade, o deputado brandonista expulsa Célia Mara do local do mutirão, de forma hostil, segundo a enfermeira. O caso foi parar na polícia, onde a enfermeira registrou um Boletim de Ocorrêcia contra o médico Leonardo Sá, mas quando a polícia chegou ao local, o deputado já havia se evadido (VEJA AQUI…).

Em release disparado pela Assessoria de Comunicação do deputado Leonardo Sá, o texto diz que o médico proporcionou atendimentos em diversas especialidades médicas e jurídicas, para a população, gratuitamente, por meio de emenda parlamentar, de sua autoria, na área da saúde, em diversos municípios.

Segundo o texto, o projeto “Mais Saúde”, encerrou neste sábado (23), na cidade de Lago da Pedra-MA e somente nos 23 dias do mês de julho, teria contemplado 15 municípios, somando mais de 9 mil atendimentos nas áreas de pediatria, clínica médica, dermatologia, cirurgia geral, ortopedia, ginecologia, oftalmologia, odontologia, nutricionista, exames de endoscopia, ultrassonografia e preventivos.

Leonardo Sá que usa o hospital HCI como se fosse seu, diz que seus mutirões realizaram vacinação, aferição da Pressão Arterial (PA), glicemia, testes rápidos para Hepatite B e C, Sífilis, HIV e Covid-19. Além de assistência jurídica. Pelo menos, na cidade de Bequimão, ninguém viu todas essas especialidades, como está sendo publicizado pela Assessoria de Comunicação do deputado.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!