ELEIÇÕES

“Até hoje não sei pra serve esse tal de Clamor pela Pátria”, disse Padre William ao criticar o evento gospel

Candidato Padre William promete acabar com o Clamor pela Pátria, caso seja eleito prefeito de Alcântara

Um dos maiores eventos religiosos da Baixada Maranhense, o “Clamor pela Pátria”, criado por lei municipal, realizado todos os anos no mês de setembro, pode está com os dias contados, caso o povo de Alcântara eleja Padre William (PL) para prefeito. Condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por mau uso do dinheiro público, o candidato de Josimar de Maranhãozinho e de Araken diz aos aliados que não sabe para que serve o Clamor pela Pátria. Mesmo sendo católico, o religioso desrespeita o evento gospel, desvalorizando os evangélicos alcantarenses.

Padre William, segundo fontes do Portal G7, tem dito durante reuniões com aliados, que os únicos eventos religiosos que serão oficializados em Alcântara em uma possível gestão sua, serão os festejos do Divino, São Benedito, São Matias, São João, São Pedro e São Sebastião. O Clamor pela Pátria, deverá ficar fora do calendário de eventos do município, num eventual governo do Padre. Os evangélicos que comecem a colocar as barbas de molho, já que o Clamor pela Pátria movimenta o seguimento góspel da Ilha e Baixada Maranhense.

“Fiquei muito triste quando ouvi isso da boca do Padre. Era meu candidato a prefeito, mas desistir na mesma hora. A partir de agora ele vai imaginar a besteira que falou após vir à tona na mídia, deveria pedir desculpas aos evangélicos, se retratar perante a sociedade. Sou evangélica há 30 anos, minha família toda, mas nunca renegamos os católicos, pelo contrário, sempre respeitamos. Além de Padre, ele quer ser prefeito, mas para isso precisa entender que deve administrar para todos, caso seja eleito. O pior é que tem evangélicos batendo palmas para essa ideia. Ele tenta agradar os aliados fortes, finge constantemente que é leal, mas por traz fala mal dos próprios aliados. Participei de várias reuniões desde dezembro de 2019, mas quando ouvi essa pérola sobre o Clamor pela Pátria, fiquei muito triste e abandonei o barco. Juntei a condenação dele no TCU, a falta de coerência e a falsidade dele, e decidir não me arrepender a partir de janeiro”, descreveu a leitora do G7 e agora ex-aliada de Padre William.

Em seu plano de governo, Padre William diz que vai valorizar o turismo religioso, mas quer acabar com o Clamor pela Pátria, maior evento gospel da região da Baixada e Litoral Maranhense e que em 2017 em sua VIII edição, o evento teve como atração o cantor Anderson Freire, em 2018, a cantora Bruna Karla e em 2019, o pastor Lucas quem fez a festa. Já em 2020, por causa da Pandemia do Novo Coronavírus, o evento foi suspenso. Nos últimos 3 anos o evento recebeu gente de várias cidades do Maranhão, o que movimentou o turismo e a economia da cidade.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo