TRANSPORTE

Câmara de São Luís vai tentar corrigir um erro cometido antes da licitação do transporte

O legislativo ludovicense cometeu um erro antes da licitação que teve apoio maciço dos vereadores

A Comissão Parlamentar de Inquérito anunciada protocolada na Câmara de Vereadores de São Luís, durante a sessão ordinária dessa quarta-feira (3), deve ser mais um daqueles espetáculos já conhecidos pela população. Muitos dos vereadores vão aproveitar para barganhar e outros para se auto promover mediante a opinião pública nas redes sociais.

A Câmara aprovou dois requerimentos que tratam da instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para analisar a situação do transporte público de São Luís, defendida pela própria Câmara e grande maioria dos vereadores da legislatura passada.

De acordo com os requerimento, o objetivo da CPI seria investigar os motivos e os responsáveis que levaram à precariedade do sistema de transporte da capital, algo já conhecidos pelos vereadores, principalmente aqueles que foram a favor da licitação, mesmo sabendo que os concorrentes eram os mesmos empresários. A CPI deve ser instaurada e começará com os trabalhos convidando os empresários. Muitos vereadores devedores de favor aos donos de ônibus vão dar desculpas para não participar da comissão.

Os dois requerimentos são de autoria dos vereadores Marquinhos (DEM) e do vereador Chico Carvalho (Pros). Um dos parlamentares se tornou oposição ao prefeito Eduardo Braide sabe-se lá o motivo. Marquinhos chegou a realizar um motim na porta da prefeitura, mas Chico, que é igual suco de lima, se não fizer bem, mal não faz.

Os vereadores que assinaram o requerimento do vereador Marquinhos foram: Coletivo Nós, Marquinhos, Paulo Victor, Andrey Monteiro, Antônio Garcês, Astro de Ogum, Chaguinhas, Concita Pinto, Domingos Paz, Edson Gaguinho, Fátima Araújo e Zeca Medeiros. Dos 12 assinantes, 8 estavam no período da licitação passada. O que podemos observar é que o problema não é Eduardo Braide, mas sim a falta de respeito das empresas com os usuários do transporte público. O bicho vai pegar!

Um dos requisitos para a instalação da CPI é a necessidade da assinatura de 1/3 dos vereadores da Câmara. Ambos os requerimentos já cumpriram esse requisito. Agora é aguardar a batida da massa, mas esperado que a CPI não vire mais uma pizza.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo