TURISMO

Conheça o Porto do Vieira em São José de Ribamar-MA

Um lugar de gente trabalhadora que tem a Baía de São José como principal fonte de sustento

Uma aglomeração de embarcações que faz a maré virar uma paleta de cores vivas, abençoada pela capela de São Pedro. Essa é a visão de quem chega ao Vieira em São José de Ribamar. Um lugar de gente trabalhadora que tem a Baía de São José como principal fonte de sustento. Além da pesca e do porto, o local também é um atrativo para os amantes de aventura.

Apesar da importância para Cidade Balneária, muitos não conhecem a história do nome Vieira. De fato, é uma situação curiosa e que exige horas de pesquisa. O surgimento do lugar é contado por meio de lendas narradas no livro São José de Ribamar: a cidade, o santo e sua gente, de José de Ribamar Sousa Reis; e no livro Tradição, Lendas e História de São José de Ribamar, de Antônio Miranda.

De acordo com o relato do pesquisador e escritor Antônio Miranda, o nome do porto surgiu por meio da chegada de uma imagem de São Pedro, endereçada a uma pessoa por nome Vieira.

Segundo o livro dele, a lenda foi narrada pelo pescador José Mamede Rodrigues Santos, conhecido como Memedinho, e não tem uma data específica do fato. Contava o pescador que os moradores avistaram uma pequena embarcação à deriva, próximo ao Caúra. Quando ela chegou ao porto, a população viu que havia uma pessoa que respirava com dificuldades na nau.

Após receber socorro, o homem foi levado para os ranchos de peixes, juntamente com a pouca bagagem que veio com ele. No dia seguinte, ele morreu e foi sepultado na região. Curiosos para saber de onde era o falecido, os moradores revistaram suas coisas, mas não encontraram nada que pudesse ter informações. A única coisa encontrada foi uma caixa, endereçada ao senhor Felício Viera.

Depois de buscar e não encontrar o endereçado, o líder local, conhecido por Pedro Valente, decidiu abrir a caixa na presença da comunidade. Dentro da caixa, foi encontrada uma imagem de São Pedro.

Depois de uma reunião com os moradores, ficou decido que o local seria chamado de Vieira, devido a imagem de São Pedro ter chegado ali e o endereçado misterioso, Felício Vieira, nunca ter sido encontrado.

Tradição

Como o dono da imagem não foi encontrado, todos os anos a comunidade realizava uma procissão marítima em homenagem a São Pedro até o Caúra, onde a embarcação solitária foi avistada pela primeira vez.

Os moradores do bairro Barbosa, também localizado em São José de Ribamar, começaram a frequentar as missas, novenas e procissões no Vieira. Até que eles decidiram que a imagem de São Pedro também deveria ir para o bairro deles.

Começou uma rivalidade sem tamanho, como narra Antônio em seu livro. Como os moradores do Veira não deixaram a imagem ser levada para o Barbosa, todos os anos acontecia uma briga generalizada nas procissões, promovida pelos moradores do Barbosa.

A desordem foi resolvida por um padre, que após ouvir as inúmeras queixas, sugeriu que a procissão marítima saísse do Vieira em direção ao Barbosa, em um ano. E no ano seguinte, saísse do Barbosa para o Vieira. Os moradores acataram a sugestão e nasceu uma das mais importantes tradições de São José de Ribamar.

Economia

Grande parte dos moradores do bairro Vieira vive da atividade pesqueira, seja a pesca propriamente dita ou do comércio de pescados.

O pescador Claudionor Lima, 81 anos, que ainda pesca em sua canoa bate vento, não pretende parar de descer a maré. “Nasci, me criei e vou morrer em São José de Ribamar. Comecei a pescar ainda criança e hoje a pescaria é uma terapia para mim. Não penso em parar, porque deixar de pescar é perder um pedaço de mim”, disse.

Outra atividade presente no Porto do Vieira é a de catraieiro ou atravessador. Como José Agnaldo, 72 anos, que há 22 atravessa moradores e turistas para o Caúra. “Durante a pandemia, o movimento de visitantes reduziu, mas ainda consigo tirar o meu sustento diário”, relatou.

Também é possível ver que a construção de embarcações é forte na região. Existem vários estaleiros espalhados ao longo do Porto do Vieira.

De paisagens belas e de pessoas felizes, o Porto do Vieira é um lugar que merece ser visitado em São José de Ribamar. Quando a pandemia do novo coronavírus passar, faça uma visita.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo