BABADO DA SEMANA

Dono do Madero solta veneno na internet

"Não me arrependi de nada do que falei", dispara apoiador de Bolsonaro

Júnior Durski, dono do Madero, virou um dos personagens principais da internet nas últimas 48 horas, depois de publicar um vídeo em que critica a reclusão irrestrita da população.

Lá pelas tantas da gravação, Durski defendeu a seguinte tese:

— Não podemos parar por conta de 5 ou 7 mil pessoas que vão morrer. Sei que é muito grave, sei que isso é um problema, mas muito mais grave é o que já acontece no Brasil.

Apoiador de Jair Bolsonaro, Durski foi criticado por todos os lados. Na maioria da vezes, acusaram-no de estar mais sensível à queda nas vendas de seus hambúrgueres do que à inevitável perda de vidas de brasileiros vítimas da Covid-19.

Embora diga que tenha sido mal interpretado e que “tem que perder o menor número possível de vidas”, Durski não recua:

— Não me arrependi de nada do que falei. O confinamento, do que jeito que está, é um absurdo. Se a economia não funciona, o governo não funciona, e nada funciona. Com esse lockdown, vão morrer 5 mil agora e depois mais milhares e milhares por falta de saneamento, porque não terá segurança, por fome.

Durski afirma ainda que não pretende demitir nenhum dos seus 8 mil funcionários — ao menos no momento:

— Aguento quatro meses sem mandar ninguém embora…

Por Gabriel Mascarenhas (Blogue Lauro Jardim)

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close