POLÍTICA

Esposa de Brandão recebeu R$ 34 mil em auxílio-alimentação sem ir ao Senado

A treta no gabinete de Eliziane Gama mostra que a senadora é apenas mais uma daquelas que usa o gogó

Se fosse no gabinete de Bolsonaro, a senadora Eliziane Gama já teria comentado esse tipo de treta nas redes sociais, mas como o casso envolve seu mandato, ela permanece calada em oração. Sem colocar os pés nos corredores do Senado Federal, Larissa Mesquita Brandão, esposa do governador Carlos Brandão, recebeu auxílio-alimentação por quase 3 anos dos cofres públicos.

A Primeira-Dama do Maranhão foi nomeada como secretária parlamentar pelo gabinete da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) em janeiro de 2019, logo após a senadora assumir o mandato no Senado Federal. Só que Larissa ainda não sabe onde fica o Senado, se em Brasília ou na Baixada Maranhense. Se mandar ela ir ao Senado, é capaz dela pegar o ferry boat na Ponta da Espera.

De fevereiro daquele ano a janeiro de 2022, Larissa foi beneficiada com R$ 34.201,19 (trinta e quatro mil, duzentos e um reais e dezenove centavos) referentes ao auxílio-alimentação, segundo mostra o levantamento feito pelo jornalista Neto Ferreira.

O artº 2 do ato da Diretoria Geral nº 5562, de 2011, do Senado disciplina “que o benefício é concedido mensalmente, por dia trabalhado, aos servidores ativos e destina-se a subsidiar as despesas com a alimentação”, o que não foi o caso da esposa de Carlos Brandão.

Os dados revelam que por mês a primeira-dama do Maranhão chegou a receber valores que variavam de R$ 535,78 a R$ 982,28 dos cofres públicos federais, mesmo sem prestar serviços em Brasília, onde deveria bater ponto de segunda a sexta-feira.

Larissa Brandão foi exonerada da função pública em janeiro desse ano e nesse mês o Senado pagou o proporcional do auxílio na quantia de R$ 267,89.

Fontes do Blog do Neto Ferreira revelaram que a esposa do governador nunca bateu o ponto no gabinete da senadora Eliziane Gama desde quando foi nomeada, assim como não possui crachá funcional para acessar as dependências do Senado. Porém recebeu remunerações e gratificações no valor de R$ 446.407,23 mil (reveja aqui).

Procurada, Larissa Brandão não retornou o contato ao jornalista Neto Ferreira. O espaço segue aberto para os esclarecimentos sobre essa treta.

Carlos Brandão assumiu o comando do governo do Maranhão no início de abril desse ano após Flávio Dino (PSB) renunciar ao cargo. Antes ele era vice-governador e agora tenta se manter na chefia do Palácio dos Leões com a reeleição.

Por Neto Ferreira

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!