TRANSPORTE

Francisco Chaguinhas critica licitação do transporte público feita por Edivaldo Holanda Jr

A falta transparência no certame é uma das cobranças do vereador de São Luís, que também assinou o requerimento da CPI do Transporte Coletivo

Bem antes da fajuta licitação do Sistema de Transporte Público de São Luís, o vereador Francisco Chaguinhas (Podemos) já havia alertado para a falta de transparência no certame realizado pelo ex-prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PSD). Esta semana o parlamentar voltou a criticar a tal licitação realizada na gestão passada, e foi categórico ao afirmar que a péssima licitação atrapalha a vida de quem usa transporte coletivo em São Luís e também de quem trabalha: cobradores e motoristas.

“Essa licitação é uma licitação do caos. Oprimiu ainda mais quem já era oprimido: usuários do transporte, motoristas, cobradores. Usuário que é a estrela maior, sequer foi citado. Senhores, são 700 mil usuários por dia trafegando nesta cidade. É tanto, que todos os comércios ficaram debilitados durante o período da greve”, descreveu o vereador Francisco Chaguinhas durante seu pronunciamento sobre o transporte público de São Luís em em sessão ordinária desta quarta-feira (3) na Câmara Municipal.

Em outra parte de seu discurso, o vereador Francisco Chaguinhas se mostrou bastante revoltado com a situação do transporte público na capital. “Nós não pudemos ficar aqui, vereadores da base com a cara de tacho, de forma nenhuma. Nós temos que ter nosso posicionamento, cobrar do prefeito para lhe dar governabilidade, mas acima de tudo com atenção, respeito e coerência”, descreveu Chaguinhas.

Para finalizar seu discurso, Francisco Chaguinhas foi ainda mais incisivo e destacou a importância da moral do parlamentar mediante a sociedade ludovicense. “Não adianta ser vereador e ser desmoralizado o dia inteiro. Esta Casa precisa mostrar o poder que tem para ser respeitada”, destacou Francisco Chaguinhas em um discurso caloroso na Tribuna da Câmara. Veja o vídeo abaixo na íntegra.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo