BABADO DA SEMANA

Ministério da Saúde admite que deixou de custear leitos no Maranhão

Toda mentira tem pernas curtas e vindo do governo federal, ninguém mais estranha

Em nota à reportagem do Site UOL, sobre ação do governo do Maranhão no STF em favor da reativação de leitos, o Ministério da Saúde admitiu que desabilitou todos os leitos destinados ao combate à covid-19 no estado.

A pasta informou que “contribuiu com o custeio de leitos em todo o Brasil.” “Cada leito de UTI para tratamento de pacientes com Covid-19 recebeu R$ 1.600 (o dobro do custeio habitual), pagos em parcela única e imediata. Cada leito tinha vigência definida durante o ano fiscal. Ao longo de 2020, o Maranhão recebeu 390 leitos de UTI Covid-19”, diz.

A nota, entretanto, não fala sobre leitos de UTI em 2021 e diz, de forma genérica, que, “no dia 30 de dezembro de 2020, de acordo com a portaria GM/MS No 3.896, o Ministério da Saúde permitiu que estados continuassem a executar R$ 864 milhões em recursos não gastos com o enfrentamento à pandemia em 2021”.

Com isso, dos 268 leitos exclu­sivos para covid-19 em funcionamento na rede estadual, nenhum encontra-se habilitado pelo Ministério da Saúde.

Por Leandro Miranda

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo