MARANHÃO

“Novo” Ferry Boat “José Humberto” já funcionava há quase 20 anos no Pará

A chegada da "Nova" embarcação ao Maranhão foi comemorada pelo governador Carlos Brandão

Sabe aquela frase: “Mentiras tem pernas curtas”, mais uma vez funcionou. Não durou 24h após o governador Carlos Brandão comemorar a chegada do “Novo” Ferry Boat “José Humberto”, vindo do Pará, para vir à tona a origem da embarcação. Em uma breve pesquisa, descobrimos que a embarcação adaptada, já existe há quase 20 anos fazendo a travessia no Rio Amazonas no Estado do Pará.

“Já temos nova embarcação à serviço da população, em especial da baixada, como parte do sistema de travessia da Ponta da Espera até Cujupe. De alto padrão, a embarcação José Humberto navegou de Belém, no Pará, e chegou até a nossa capital um dia antes do previsto.” anunciou Brandão em suas redes sociais.

A embarcação é própria para a travessia fluvial e estava sendo utilizada para essa finalidade nos rios paraenses. Sua estrutura não foi construída para suportar os fortes impactos das correntes marítimas na travessia Ponta da Espera/Cujupe, o Boqueirão, como é conhecido.

Em 19 de dezembro de 2011, o ferry boat “José Humberto”, agora a mais nova embarcação na travessia Ponta da Espera/Cujupe, foi vítima de um assalto na baía do Marajó, onde os ladrões roubaram 22.850 litros de diesel, 4.550 litros de gasolina, 22 botijões de gás, 15 baterias e cinco rádios UHF marítimos. O ferry boat “José Alberto” pertencia ao Grupo REICON. Veja a ocorrência clicando AQUI…

A embarcação pertence ou já pertenceu a empresa REBELO INDUSTRIA, COMERCIO E NAVEGAÇÃO LTDA (Grupo Reicon), fundada em agosto de 1972, mas foi reativada em novembro de 2005 e tem capital social de R$ 10.000.000,00 (dez milhões). A sede da empresa fica localizada na Rodovia Arthur Bernardes, 605, em Belém-PA. Veja baixo o quadro de sócios da Reicon.

O Portal G7 teve acesso à imagens da embarcação durante reforma e adaptação no interior do Pará, antes de vir para o Maranhão fazer a travessia Ponta da Espera/Cujupe. Já nas imagens da embarcação na baía de São Marcos, percebe-se cadeiras desconfortáveis, assim como as embarcações que já prestam o serviço há 37 anos nessa travessia. Veja as imagens abaixo.

Pelas imagens que tivemos acesso e pelas informações obtidas sobre a embarcação, mais uma vez os baixadeiros serão enganados com a promessa de um ferry boat novo, mas na verdade, uma embarcação velha, assim como as que já estão funcionando. É a famosa saia nova feita de vestido velho.

Nossa equipe entrou em contato com a empresa Reicon para saber se a embarcação foi vendida ou se a empresa irá operar os serviços da Ponta da Espera/Cujupe/Ponta da Espera. Até o fechamento da matéria, ainda não tínhamos obtidos respostas.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!