HOMICÍDIO

Policiais militares são acusados de sequestrar e matar empresário em Bacabal-MA

Segundo investigações da Polícia Civil, os marginais teriam torturado o empresário antes de executar

Quatro policiais lotados no 15° Batalhão da Polícia Militar do Estado do Maranhão na cidade de  Bacabal-MA, estão sendo investigados pelo sequestro e morte do comerciante Marcos Marcondes, conhecido como “Marquinho”.
Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que “Marquinho” é colocado em um  carro por policiais do Serviço Velado na tarde desta segunda-feira (1). Na manhã desta terça-feira (2), o corpo dele foi encontrado com  sinais de tortura e perfurações a bala em um matagal na zona rural do município de São Luís Gonzaga-MA.
INVESTIGAÇÕES
O secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, determinou a ida de uma equipe da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) e uma equipe de peritos do Icrim para a cidade de Bacabal,  para dar início às investigações.
Nesta terça-feira (2), os policiais acusados foram presos e transferidos para o Presídio Manelão no quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Maranhão, localizado no bairro Calhau em São Luís-MA. Segundo a versão apresentada pelos policiais, houve o furto de cerca de 12 carneiros de raça em uma propriedade naquela cidade.
Na investigação os policiais chegaram até o comerciante “Marquinho” que teria comprado os animais. Os policiais teriam ido com ele até  uma propriedade no município da São Luís Gonzaga e naquele local teriam sido recebidos a tiros.
No confronto o tenente Pinho teria sido atingido na perna e chegou a ser socorrido e levado para o hospital Santa Filomena em Bacabal. Nesse intervalo o comerciante que estava com os policiais desapareceu e só na manhã desta terça-feira (2)  foi encontrado morto pelos familiares.
Por Silvan Alves
Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo