SAÚDE

Prefeito Braide esconde dados sobre profissionais da saúde afastados por Covid ou gripe

Servidores denunciam sobrecarga, más condições de trabalho e alegam que não são prioridade na testagem

A Prefeitura de São Luís retirou do ar, o site oficial sobre a pandemia do novo coronavírus, que era utilizado para divulgar os dados acumulados sobre o número de infectados e mortos pela Covid-19. Desde o final do ano passado, o portal não exibe mais nenhuma informação sobre o impacto da pandemia na capital.

O blog buscou a ferramenta para confrontar denúncias relacionadas ao elevado número de médicos, enfermeiros e outros profissionais de assistência afastados temporariamente por suspeita ou quadros de gripe ou Covid-19, mas não localizou nada no site da prefeitura que pudesse trazer um diagnóstico em relação a isso.

Há mais de um ano atuando na linha de frente contra a pandemia, os profissionais da saúde estão esgotados! E essa exaustão advém não só da proximidade com o elevado número de casos e mortes de pacientes, colegas de profissão e familiares, como também das alterações significativas que a disseminação do vírus vem provocando em seu bem-estar pessoal e vida profissional.

Devido à nova alta de casos e também ao surto de gripe na cidade, a Prefeitura retomou estratégias para conter o avanço na sociedade, mas esqueceu o principal: priorizar justamente os servidores que estão na linha de frente.

Os profissionais da saúde estão desassistidos por parte da administração do prefeito Eduardo Braide (PODE). Eles estão promovendo saúde, mas sequer estão tendo direito a ela como prioridade.

Na manhã de hoje, por exemplo, ao compartilhar nas redes sociais mais um dia de testagem nos servidores da SEMAD – Secretaria Municipal de Administração, o perfil do órgão no Instagram, acabou expondo as más condições de trabalho vivido por alguns destes trabalhadores.

O registro fotográfico comprovou que não há local de testagem nas unidades para os servidores municipais e, por conta disso, a SEMAD acabou realizando testes em salas apertadas, sem nenhuma observância ao distanciamento social como medida de segurança sanitária para evitar contaminação pelo vírus e suas variantes.

Sem boletim diário, agora governo Braide retira do ar site sobre dados da Covid-19 (Foto: Reprodução)

Além da quantidade elevada de profissionais da saúde afastados com covid-19 ou suspeita de outras síndromes respiratórias, a categoria reclama da sobrecarga de trabalho e de problema estruturais nas unidades.

“Precisamos de ajuda! Nós, profissionais da saúde, estamos desassistidos por parte da prefeitura. Ou seja, promovemos saúde e nem direito a ela estamos tendo como prioridade”, afirmou um servidor que pediu sigilo na identidade temendo sofrer represarias.

Por Isaías Rocha

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo