NOTÍCIAS

Prefeito de Mirinzal só sabe colocar culpa na gestão passada

Sem averiguar o motivo que levou uma ponte de madeira desabar, Jadilson culpou logo o ex-prefeito

Com uma gestão apagada e quase 90% do que foi feito em Mirinzal na gestão do prefeito Jadilson Coelho foi através do governador Flávio Dino, agora para mostrar que parece um jabuti na política local, o atual prefeito tenta justificar a falta de manutenção de pontes de madeira colocando a culpa no ex-gestor, que foi preso dia da eleição em outubro de 2016 em uma perseguição política que até agora a justiça nunca resolveu o caso.

Segundo Jadilson Coelho, a ponte só quebrou por mau uso de verbas federais na última gestão. De acordo com as desculpas de Jadilson, Amaury Almeida deixou sérios problemas a população da cidade de Mirinzal. Para o atual Prefeito, obras mal feitas pelo Ex-gestor na zona rural da cidade, hoje trazem constrangimento a população. Jadilson só esqueceu de falar é que pontes de madeira necessitam de manutenção para evitar tragédias.

Segundo Jadilson a ponte de madeira no povoado Santa Tereza que dá acesso à comunidade Moreira, foi construída através de um convênio com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Mas Jadilson não explicou quantas vezes essa mesma ponte recebeu manutenção ente os anos de 2016 a 2018.

Jadilson Coelho usou as redes sociais para anunciar que a ponte quase desabou em sua totalidade depois que um caminhão carregado de tijolos passou por cima da mesma. O atual gestor da cidade de Mirinzal, Jadilson Coelho, parece que está pouco preocupado com a situação da ponte e muito menos com a população daquela região, já que até o momento desta matéria o gestor não publicou nada sobre a recuperação da ponte. “Criticar o gestor passado é fácil, difícil para Jadilson é fazer algo melhor”, destacou um aliado do atual prefeito, que foi categórico ao falar que o atual prefeito é teimoso e não tem comando da gestão.

“Essa é a ponte do povoado Santa Tereza que dá acesso ao povoado Moreira, em nosso município. Encontra-se totalmente destruída, foi mal feita e construída com madeira de péssima qualidade, com recursos de convênio do INCRA, feita no final de 2016 na gestão passada, cujo gestor da época está ultimamente bem assíduo nas redes sociais. Uma ponte que é pouco trafegada, foi só um caminhão com tijolos passar e quebrá-la, por sorte o dono do veículo saiu ileso. Assim também se encontram as pontes dos povoados Mondego, Frechal/Rumo e Paraíso, todas feitas na mesma época e com os mesmos recursos do INCRA”. Denunciou o atual prefeito da cidade, Jadilson Coelho em seu Facebook.

Mas nos comentários tanto Jadilson Coelho, quanto Amaury Almeida  não foram aplaudidos por ninguém, alguns defendendo cada “cuia” que bebe água, coisa de política do interior. Alguns com argumentos plausíveis e outros apenas para defender seu lado político.

Como já havia falado, é lamentável vê esse tipo, de um culpar o outro a responsabilidade e do gestor presente temos que tomar providências necessárias para a construção , acontece que ninguém faz manutenção ninguém vive sem preservação”, destacou o internauta Joerbeth Ferreira Castro.

Adenilson Almeida  – “O que o prefeito quis mostrar foi a falta de compromisso com o dinheiro público. Como foi mal utilizado por quem não teve nenhuma preocupação para construir uma ponte de boa qualidade. Agora, ele errou em não dizer como vai solucionar o problema. Outra, Amaury só fez merda, tanto que não conseguiu se reeleger. Se Jadilson não fizer melhor, vai vazar também”.

Thaynara Santos II  – “Ele pode ter feito pouco como você diz. Mas tinha um compromisso com os servidores municipais, pagava em dias, coisas que vocês nunca souberam o que foi. Kkkk e pasmem o prefeito trabalha em parcerias, se não tivesse como seria?”.

Jerry Lemos –  “Recurso para obra não é fácil de conseguir e a gestão passada teve através do Incra a liberação do recurso para a construção dessas pontes no entanto o recurso tomou outro curso. E a cobrança tem que ser feita a gestão passada é só ir no ministério público. Acho até que já deve estar sendo cobrado e vai ter que refazer essas pontes. Quanto a gestão atual cabe a nós fazermos o pedido para que o gestor busque a solução. E não cobra o por uma gestão passada malfeitora”.

Tentamos contato com o prefeito Jadilson Coelho através do celular  (98) 98489-****, mas não obtivemos êxitos, celular fora de área. Caso queira enviar alguma nota sobre o caso, o Portal G7 está à disposição do prefeito.

Vejam mais comentários ACESSANDO AQUI…

 

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!