NOTÍCIAS

Ricardo Cappelli planta na mídia nacional que Carlos Brandão pode se filiar no PSB

Vice-governador que tem o apoio pessoal de Flávio Dino vai apelar para tentar conseguir apoio do PT em 2022

A Revista Crusoé, em reportagem assinada por Paulo Cappelli (veja aqui), primo do atual secretário de Comunicação do governo Flávio Dino, Ricardo Cappelli, – tentou plantar na mídia nacional, uma possível mudança de partido por parte do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, por conta das eleições de 2022.

Brandão atualmente está no PSDB, partido que tem como pré-candidato a presidência, João Dória Júnior, mas já teria sido convidado a se filiar no PSB, partido do atual governador Flávio Dino.  A reportagem destaca ainda que Brandão passou a ser o principal nome do grupo político para a sucessão estadual e que pediu um tempo para pensar se trocará ou não de legenda. Mas os institutos de pesquisas mostram Brandão abaixo da expectativa e rejeitado pela população maranhense, bem diferente do plantado por Ricardo Cappelli.

Dino já manifestou publicamente a intenção de apoiar Brandão para o governo do estado, mas o fato de estarem em partidos diferentes poderia atrapalhar a aliança. Isso porque o PSB deverá apoiar Lula à Presidência em 2022, ao passo que o PSDB planeja lançar a candidatura do atual governador de São Paulo, João Doria. Seria inviável, portanto, Brandão receber o apoio de Dino, que é muito aliado de Lula, e dar palanque a Doria.

Caso confirme o movimento, Brandão poderá seguir os passos de um ex-tucano ilustre que também mira em 2022: o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB e ensaia se filiar ao PSB para ser vice na chapa de Lula.

Vale lembrar, que Brandão em eleições anteriores, desceu o martelo em Lula e agora briga para buscar o apoio do PT no Maranhão.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo