LEGISLATIVO

Roberto Rocha será relator da Comissão que investigará caos no ferry-boat no Maranhão

O senador maranhense Roberth Bringel (União Brasil) também exercerá a função de relator

O senador e candidato a reeleição, Roberto Rocha (PTB), será um dos relatores da Comissão Temporária Externa do Senado Federal criada para investigar o caos criado por Flávio Dino que se instalou no sistema de ferryboat no Maranhão, gerido pelo Governo do Estado.

Ele e o petebista são membros titulares da referida Comissão, criada a pedido do próprio Roberto Rocha, através de requerimento aprovado unanimemente pela Casa.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania), aliada do governador Carlos Brandão (PSB), também integra o colegiado na condição de suplente.

O serviço de ferry-boat entrou em colapso nos últimos meses provocando insatisfação dos usuários que, diariamente, utilizam o transporte para fazer a travessia entre São Luís e a Baixada Maranhense – e vice-versa.

Atualmente, quatro ferrys – três da Internacional Marítima e um quarto trazido do Pará e que, até então, nunca havia navegado em mar aberto – estão operando no sistema.

As embarcações da Servi Porto estão paradas e sucateadas, cenário que se construiu, de acordo com representantes da empresa, devido a três intervenções – duas no governo Flávio Dino e uma na gestão de Carlos Brandão – promovidas pelo Palácio dos Leões.

No mês passado, vale destacar, Brandão anunciou a chegada de dois novos ferrys, promessa que, até o momento, não foi cumprida.

A finalidade da Comissão do Senado é verificar, “in loco”, no prazo de 120 (cento e vinte) dias, a situação da travessia que conecta a região ocidental do Estado do Maranhão à ilha de São Luís.

Por Gláucio Ericeira

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!