POLÍCIA

Supostos assassinos de professor universitário são presos em Açailândia-MA

Neguinho confessou participação no crime e afirmou ter ajudado a levar o corpo até o local onde foi encontrado

Policiais militares e civis prenderam três suspeitos de assassinar o professor de libras, Neylson Oliveira da Silva, de 29 anos, encontrado morto na manhã desta quarta-feira (10) no bairro Laranjeiras, na cidade de Açailândia-MA, localizada na Região Tocantina.

As prisões ocorreram por volta das 21h dessa quarta-feira em uma localidade conhecida como “Casqueiro”. Os presos foram identificados como Nisley, Clemilson, conhecido como “Neguinho”, Lucas, o “Luquinha”, e Jonathan Dias, o “Gordinho”.

A vítima foi abordada pelos criminosos no setor da rodoviária e atraído para um “casebre” na região do “Casqueiro”, ponto de encontro de usuários de drogas, onde foi morto.

Os primeiros relatos davam contra de que dois indivíduos, em uma motocicleta, haviam passado com a vítima já desacordada, em direção ao local onde o corpo foi encontrado.

Após várias horas de buscas, a polícia localizou e prendeu “Neguinho”. Ele acabou confessando sua participação no crime e afirmou ter ajudado a levar o corpo até o local onde foi encontrado. Com ele, os policiais apreenderam um celular Motorola.

O indivíduo afirmou que se desfez do corpo da vítima juntamente com o indivíduo identificado como “Gordinho”, que está sendo procurado pela polícia.

Informações passadas ao Serviço de Inteligência davam conta de que Nisley havia ido até a casa da vítima, no bairro Colinas Park, e furtado vários pertences, repassando-os a um suposto traficante de drogas da área, como “Luquinha”.

“Luquinha” e Nisley também foram detidos nas proximidades do local onde o primeiro abordado foi encontrado. “Luqinha” ainda tentou se evadir, porém foi detido em cima do telhado de sua residência. No local também foi encontrada a carteira porta cédulas com documentos pessoais do professor.

Os presos foram conduzidos para Delegacia Regional de Polícia Civil de Açailandia, para precedimentos cabíveis.

O quarto individuo, Jonathan Dias, ainda não foi localizado, mas segue sendo procurado pela políca.

Com informações do blog do Antônio Marcos

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!