NOTÍCIAS

Vereador Francisco Chaguinhas critica “ideologia de gênero” na educação

Parlamentar diz que “nossa sociedade não está preparada e não quer que seus filhos tenham aulas sobre ‘ideologia de gênero'”.

O vereador de São Luís, Francisco Chaguinhas (Podemos) tem utilizado a tribuna da Câmara de São Luís para se posicionar contra as mazelas implantadas ou criadas por ideologistas que sobrevivem na política brasileira, com um único objetivo: destruir a família tradicional brasileira. Entras barbáries criticadas por Chaguinhas, está a inclusão do que ele denomina “ideologia de gênero” no Plano Nacional de Educação (PNE).

Segundo o vereador, os integrantes da “esquerda brasileira” gostariam que a expressão “ideologia de gênero” fosse incluída no documento que regulamenta a área educacional do País. No entanto, segundo Chaguinhas, a iniciativa não deu certo.

“Preocupado com o que acontece com o Plano Nacional de Educação, fiz um estudo e comecei a discorrer, porque tudo que é votado no Congresso Nacional vale para estados e municípios. Fiz uma explanação sobre ideologia de gênero que é o que os partidos de esquerda querem colocar no PNE como grade curricular unindo-o à Biologia. É certo que a sociedade do Sul e Sudeste, organizações, muitos deputados evangélicos, alguns católicos e outros não católicos acharam por bem não aceitar a empreitada do partido PSOL (Partido Socialismo e Liberdade). Ele foi derrotado em todas as comissões”, relatou o parlamentar.

O vereador do Podemos também comentou que os estudiosos da chamada “ideologia de gênero” modificaram a forma de agir diante das derrotas obtidas. “A cada derrota nos experimentos dos ideólogos da ideologia de gênero, eles deixaram esses estudos e partiram para o discurso, porque não tinha nada evidenciado. Então, o que fizeram? As pessoas que discutem ao contrário são agora intolerantes, homofóbicas, transfóbicas e machistas. Ora, como é que você quer implantar algo atropelando a lógica? Onde está o direito à democracia? Os direitos individuais? É preciso respeitar direitos contrários”, criticou o parlamentar.

“Sociedade despreparada”

Segundo Francisco Chaguinhas, a sociedade não está preparada e não quer que seus filhos tenham aulas sobre “ideologia de gênero”. Para ele, “é incompatível para um país que está degringolado há mais de 25 anos”. O vereador ainda explicou o que, na visão dele, as crianças almejam.

“Essas crianças, que estão na margem da pobreza, o que tem a ver com ideologia de gênero? Elas querem segurança, emprego para os pais, qualidade de vida, acesso a uma educação que tenha qualidade, a cesso a uma saúde que tenha vagas nos hospitais. É isso que se quer. O que se quer das universidades federais e das escolas é que se formem pessoas fortes intelectualmente, psicologicamente e fisicamente para fazer deste país a terra prometida. Serei sempre divergente dessa ideologia de gênero”, afirmou o parlamentar do Podemos.

Francisco Chaguinhas tem batido pesado, mas nenhum dos defensores se manifesta para defender essas mazelas. Crítico convicto da esquerda brasileira, Francisco Chaguinhas sabe que essa briga é uma lua impopular, mas também reconhece que foi através de suas lutas, que está em seu quarto mandato de vereador de São Luís.

Por O Imparcial

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!