SOLIDARIEDADE

Amigos formam Corrente Solidária para ajudar Yara Azevedo Guimarães, de 68 anos

Dona Yara Azevedo Guimarães precisa fazer vários exames, já que a idosa está com a saúde bastante debilitada

Desde o início da semana um grupo de amigos formaram uma Corrente Solidária para levantar uma quantia em dinheiro para ajudar a senhora Yara Azevedo Guimarães, de 68 anos. Dona Yara, como é mais conhecida, trabalhou como garçonete por anos em várias casas de shows da capital maranhense como: Botequim do Ivan, Batuque Brasil, Patrimônio Show e Kitaro.

De acordo com informações repassadas por sua filha Roberta, dona Yara é hipertensa e precisou ser submetida a vários exames no último sábado (17), quando deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada na BR 135, com fortes dores no estômago.

Em casa, desde que também realizou exames no Hospital Socorrão, dona Yara ainda precisará ser submetida a outros exames, dentre eles uma tomografia computadorizada, exame de imagem que custa em torno de R$ 700 a R$1 mil reais.

“Ela está com úlcera, gastrite e ainda vai precisar fazer uma biópsia. Essa semana conseguimos o dinheiro para a tomografia, mas ela está muito debilitada, desidratada, pois ela não se alimenta, sente muitas dores e está urinando sangue e muito depressiva. Estamos atrás de alguém que tenha um contato que possa facilitar a internação dela, porque diante dessa pandemia, tudo que já era difícil, ficou pior ainda”, disse sua Roberta ao G7.

O Portal G7 se juntou a corrente solidária em prol da saúde de dona Yara e abriu espaço em todas as suas plataformas para divulgação do quadro clínico da garçonete mais conhecida das noites de São Luís. Além disso, também fizemos a doação de uma quantia através da chave PIX — 00127969306, única plataforma de arrecadação de dinheiro para dona Yara disponibilizada pela família.

Quem puder ajudar, faça uma doação. Não importa a quantia, o mais importante é que a doação seja de coração.

Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo