LEGISLATIVO

Após Braide peitar Câmara, votação do orçamento de São Luís muda de data

Prefeito Eduardo Braide insiste entrar em guerra com a Câmara Municipal por birra

O presidente da Comissão de Orçamento da Câmara Municipal de São Luís, vereador Marquinhos (União Brasil), confirmou na tarde desta quinta-feira (29), durante entrevista a Rádio Mirante AM, que o projeto de lei, de autoria do Executivo, que estabelece o orçamento da capital maranhense para 2023 não será votado na sessão extraordinária da Casa nesta sexta-feira (30), como havia sido programado.

O projeto cravou em R$ 4,3 bilhões o orçamento de São Luís para o próximo ano. Esta semana, os parlamentares aprovaram, em primeiro turno, projeto de emenda à Lei Orçamentária Anual que reajusta o percentual do valor das chamadas emendas impositivas aos quais eles têm direito.

O percentual saiu de 1,2%, que valeu para o orçamento deste ano, para 2%, estabelecido para vigorar a partir do ano que vem. Na prática, este valor subirá de R$ 1,3 milhão para R$ 2,6 milhões. A votação em segundo turno deve ocorrer em um prazo legal de dez dias.

Por conta disso, o mais provável é que a peça orçamentária só seja levada para apreciação do plenário até o fim da próxima semana, sendo que a Câmara, vale destacar, já estará sendo presidida pelo vereador Paulo Victor (PC do B), que tomará posse no domingo, dia 1º de janeiro.

Enquanto isso, o prefeito Eduardo Braide (PSD) continuará tocando a máquina pública com os valores aprovados do orçamento deste ano.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo