POLÍCIA

Golpistas podem estar usando nome de maranhense para dar golpes na internet

Um das acusadas trabalha como diarista em casa de família em São Luís para tentar sobreviver

Após uma publicação polêmica na rede social Facebook, em que um homem identificado por Manuel Fernandez, oferece R$ 700 reais pela localização de duas moradoras do bairro João de Deus, que ele as acusa de serem estelionatárias, o Portal G7 decidiu investigar o caso afundo. As maranhenses do bairro João de Deus em São Luís, são vítimas de golpistas na internet.

Para isso primeiro tentamos contato com as causadas, Kessilia Pereira Lopes e sua sócia e mãe Suely Pereira Lopes, de acordo com a versão do denunciante. Suely Pereira Lopes, dona de casa de 45 anos, que ganha a vida como diarista em casas de família do Complexo de bairros do João de Deus, decidiu falar com o G7 e disse está surpresa e ao mesmo tempo constrangida com a denúncia. Ela relata ainda, que já não dorme bem há dias, justamente com medo da recompensa oferecida por sua localização, que também foi publicada no texto da postagem.

O G7 também entrou em contato com Manuel Fernandez através do Inbox do Facebook. Ele informou que já processa as acusadas e explicou que o golpe funcionou da seguinte forma: as causadas venderam para o seu irmão Rodrigo Sousa Rodrigues, um equipamento eletrônico Chromecast, acessório do Google capaz de transformar aparelhos de TVs, com entrada HDMI, em uma Smart TV. Mas após o pagamento via Pix, em nome de Késsila Pereira Lopes, os equipamentos não foram enviados ao Rio de Janeiro, estado onde os irmãos moram.

Após ouvirmos as duas partes, partimos para a empresa Super Pagamentos e Administração de Meios Eletrônicos Ltda, usada na venda dos equipamentos. O problema é que a empresa tem sede na rua Alvarenga, nº 584, no bairro Butantã, em São Paulo – SP, o que levantou ainda mais as suspeitas sobre o caso. A empresa tem 4 sócios: Fábio Fernando Almendros (Diretor), Luciana Santos Godoy (Diretora), João Roberto Comar Júnior (Diretor) e Juliana da Cunha Assad.

Com o auxílio do nosso departamento jurídico, levantamos a ficha da empresa e encontramos 162 processos judiciais por vários crimes, entre eles, o de estelionato. A empresa também é processada por usar endereços e vincular CPFs de pessoas de várias partes do Brasil nas transações das vendas dos equipamentos eletrônicos, que nunca eram entregues, como aconteceu no caso em destaque.

A empresa Super Pagamentos E Administração de Meios Eletrônicos S/A de CNPJ: 09.554.480/0001-07, fundada em 12/05/2008, está com a situação cadastral ATIVA na Receita Federal. Essa empresa é uma MATRIZ do tipo Sociedade Anônima Fechada, de porte “DEMAIS” que está localizada em São Paulo – SP. Sua atividade econômica principal é Outras atividades auxiliares dos serviços financeiros não especificadas anteriormente. Veja e consulte abaixo todos os demais detalhes deste CNPJ.

Apenas em um site de avaliações, a empresa é mencionada em 48 comentários, todos acusando a empresa de práticas criminosas.

No resumo da ópera, tanto os irmãos Rodrigo Sousa Rodrigues e Manuel Fernandez, como a humilde diarista Suely Pereira Lopes, assim como sua filha Kessilia Pereira Lopes, podem ter sido vítimas de um grupo de criminosos que atuam há anos aplicando golpes por todos os estados do Brasil.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!