HOMICÍDIO

Homem que matou esposa em São Luís-MA, diz que estava sendo traído

A desculpa esfarrapada não livra o criminoso de pegar uma cadeia arrojada por feminicídio

O provérbio de que marginal não faz curva, está nítido na desculpa esfarrapada de um homem que matou a esposa no bairro Bom Jesus, no Complexo de Comunidades do Coroadinho. O vigilante Etevaldo de Jesus Reis, tentou contar uma história sem pé, em cabeça, ao confessar na delegacia que matou a companheira.

“Matei porque ela estava me traindo”. Essa foi a frase dita pelo vigilante Etevaldo de Jesus Reis ao confessar que matou a sua companheira Alcilene Cutrim, de 44 anos.  Ele se apresentou à delegacia nesta segunda-feira (4) e acabou sendo preso em flagrante pela prática do crime de feminicídio.

O corpo de Alcilene foi encontrado no último domingo (4) na casa onde ela morava com o acusado no bairro Bom Jesus, no Complexo de Comunidades do Coroadinho. Embora estivessem vivendo sob o mesmo teto, o casal já estava separado e Etevaldo não aceitava essa situação.

A vítima foi amarrada nos braços e nas pernas e foi estrangulada com uma corda. A polícia suspeita que o acusado tenha premeditado o crime pelo fato de não ter conseguido convencer Alcilene  a reatar o relacionamento.

Nesta segunda-feira (5) os policiais do Departamento de Feminicídio, onde Etevaldo foi autuado em flagrante descobriram que após o crime, ele teria sacado cerca de R$ 1.500,00 reais da conta de Alcilene. Após ter sido ouvido o acusado foi encaminhado para a Unidade Prisional do Complexo Penitenciário São Luís,  onde ficará a disposição da Justiça.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo