ALCÂNTARA

Juiz Rodrigo Terças retorna Guterres Filho à cadeira de presidente da Câmara de Alcântara-MA

Em nota divulgada nas redes sociais, Guterres Filho acusa o vice-presidente Nilson Pereira de ter dado um golpe

A novela envolvendo o vereador Guterres Filho (Avante) e a Câmara Municipal de Alcântara-MA, que tem a seu favou 9 parlamentares nessa briga, parece que está longe de acabar. No primeiro capítulo, que aconteceu na última quinta-feira (7), a mesa diretora afastou Guterres da presidência da Casa Legislativa por 9 a 2.  Mas no segundo capítulo desta segunda-feira (11), o juiz Rodrigo Otávio Terças Santos retornou Guterres à presidência da Câmara. Caso não seja cumprida a liminar, o magistrado decretou multa de R$5.000,00 a quem descumprir a decisão.

Guterres Filho é acusado de várias irregularidades e foi afastado pela mesa diretora da Câmara Municipal em votação realizada na última quinta-feira (7) no plenário da Câmara. Entre as irregularidades que acusam Guterres estão recebimento de diárias, não pagamento integral dos demais vereadores e nomeação de funcionários de empresa prestado de consultoria à Câmara. O caso foi denunciado pelo vereador Joeds Luiz, que protocolou o requerimento que culminou com o afastamento de Guterres por 15 dias.

Em nota sem assinatura, divulgada à imprensa e nas redes sociais, publicada em um blogue alinhado ao presidente, Guterres Filho acusa o vice-presidente da Câmara de Alcântara, Nilson Pereira (PL), de ter dado um golpe para assumir o comando da Casa Legislativa Municipal em seu lugar.

O certo mesmo é que ainda esta semana haverá nova reviravolta neste caso, já que segundo informações, os 9 vereadores que votaram pelo afastamento do presidente Guterres Filho, irão recorrer da decisão judicial, já que segundo os parlamentares, a Mesa Diretora é soberana, de acordo com o Regimento Interno da Câmara Municipal de Alcântara.

É aguardar par vê os próximos capítulos!

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!!!