BABADO DA SEMANA

Márcio Jerry emprega derrotados do PCdoB no governo Flávio Dino

O presidente do PCdoB transforma o governo de Flávio Dino numa espécie de "Casa do Seguro aos Derrotados"

O presidente estadual do Partido Comunista do Brasil, no Maranhão, deputado federal licenciado e secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Márcio Jerry, grande crítico do presidente Jair Bolsonaro, tem transformado o governo Flávio Dino numa espécie de “Casa de Seguro aos Derrotados” para amparar os “Camaradas” que foram derrotados nas eleições de 2020. O manda chuva do Palácio dos Leões, tem atuado para acomodar os aliados nos quatro cantos do Maranhão.

Em janeiro deste ano, Márcio Jerry acomodou o ex-vereador e primeiro suplente do PCdoB, Marcelo Poeta, que assumiu o cargo de Secretário-Adjunto de Habitação na Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, onde o generoso Jerry é o titular. Outro comunista batizado por Márcio Jerry foi o segundo suplente Rommeo Amin, que assumiu o cargo de Gestor da Unidade de Articulação Institucional da SECID. Mas as caridades não param por aí. O ex-vice-prefeito de São Luís e quarto suplente, Júlio Pinheiro assumiu no último dia 23 de março a secretaria adjunta de Assuntos Metropolitanos da SECID.

No interior do Maranhão, uma lista de apadrinhados com nomeações no Diário Oficial do Estado foi divulgada e nela consta derrotados do PCdoB de Bequimão, São Bento, Cururupu, Porto Rico, Santa Rita, São Vicente Ferrer, Viana, Matinha, Penalva, Alcântara e uma infinidade de aliados espalhados pelos 217 municípios Maranhenses. Mesmo na crise econômica que o Maranhão atravessa, o Palácio dos Leões é atualmente o maior empregador do Brasil. Além dos “Camaradas”, ainda existem os aliados de partidos apoiadores de candidatos do PCdoB.

E ainda tem mais comunistas para acomodar dentro do governo Flávio Dino. Pelo andar da carruagem, cada secretaria do governo Dino deve existir no minimo 100 adjuntos, já que as nomeações são quase todas para secretários adjuntos e não existem exonerações daqueles que já estavam lá.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo