MARANHÃO

Paço do Lumiar-MA: Inaldo Pereira suspende pagamento de fornecedor e deixa alunos sem merenda escolar

Inaldo Pereira até agora só conseguiu arrumar uma coisa em Paço do Lumiar: empregar a família inteira em sua gestão temporária

A decisão de suspender todos os processos de pagamentos, incluindo os dos fornecedores de merenda escolar, conforme o Decreto Municipal número 3.932, de 03 de junho de 2024, assinado pelo prefeito interino Inaldo Pereira (PSDB), foi um golpe duro para a comunidade escolar de Paço do Lumiar.

Em menos de uma semana do mandato de Inaldo Pereira, que achava que gestão pública se faz como quem administra uma MEI, a comunidade escolar luminense já sofre as consequências dos atos impensáveis do Prefeito Tampão.

Essa ação irresponsável interrompeu o fornecimento de alimentação para os alunos da UEBI Allana Ludmila, na última quinta-feira (06), que passaram o dia inteiro na escola. Total falta de compromisso do governo luminense com a educação e o bem-estar das crianças. A paralisação das aulas na Unidade de Ensino Básico Integral Allana Ludmila, localizada no Maiobão, em Paço do Lumiar, é mais um capítulo do desgoverno de Inaldo Pereira.

 

“A partir de segunda-feira, dia 10 de junho, vai ser pior, já que as escolas estão sem ter o que dar para as crianças merendarem devido à paralisação dos pagamentos dos fornecedores. É de cortar o coração”, disse uma fonte “bem posicionada” da gestão municipal.

De maneira semelhante, a secretária de Educação, Maria José de Sousa Freire, desde sua posse, tem se mostrado incapaz de administrar a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) de forma competente e eficiente. Suas decisões, como a suspensão do pagamento da merenda escolar, são vistas como autoritárias e prejudiciais ao desenvolvimento do município.

A comunidade escolar luminense e os servidores acusam Freire de falta de diálogo e de imposição de medidas que agravam a crise na educação de Paço do Lumiar, evidenciando uma gestão marcada pela intransigência e pela falta de visão estratégica.

O cenário atual em Paço do Lumiar é de desmonte e descaso. A partir da próxima segunda-feira (10), já está confirmada a paralisação das aulas nas escolas UEBI Allana Ludmila, UEB Profª Maria Caetana, UEB Vereador José Carlos, entre outras. Esse é o reflexo claro das prioridades equivocadas da administração municipal, que parece mais interessada em promover o caos do que em construir um futuro melhor para seus cidadãos.

Os moradores clamam por uma mudança urgente, exigindo que os governantes coloquem os interesses da população em primeiro lugar, garantindo a retomada das atividades escolares e a segurança alimentar dos alunos. A atual gestão precisa ser responsabilizada por suas ações desastrosas, que têm colocado em risco o desenvolvimento educacional e social de Paço do Lumiar.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo