ABUSO SEXSUAL

Polícia do MA prende falso médico que oferecia emprego em troca de sexo

Segundo a Polícia do Maranhão, o homem oferecia empregos para mulheres em troca de sexo

A falta de caráter é a doença do século do Brasil. Enquanto mais a polícia prende bandidos, mais surgem de várias espécies e modelos. O jeitinho brasileiro tem sido a fórmula para muitas pessoas se tornarem marginais, sejam elas homens ou mulheres. A impunidade, a escassez de leis rígidas e o mau exemplo que algumas autoridades dão a cada 1h no Brasil, faz com que algumas pessoas queiram se dar bem sem suar a camisa ou apenas aparência nas redes sociais.

No Maranhão, um homem foi preso na última quinta-feira (23) na cidade de Urbano Santos-MA, acusado da prática de crimes de extorsão e violação sexual mediante fraude e estelionato. Ele usava perfis falsos no Facebook com os nomes de Leonardo Vasconcelos e Talvanne Mortegal Filho.

O rapaz se passava por médico de grandes hospitais de São Luís e oferecia emprego para as vitimas.  Depois de seduzi-las, ele praticava atos sexuais com as mesmas e filmava tudo com uma câmera escondida.  Depois disso o marginal chantageava as mulheres que para não terem as suas imagens divulgadas em rede social eram obrigadas e depositar dinheiro na conta do acusado.

Segundo a Polícia Civil ele também administrava nas redes sociais uma conta de uma dessas mulheres e através dela marcava encontros íntimos com homens casados. Depois ele passava a chantagear aquela pessoa exigindo dinheiro para não divulgar as imagens na Internet.

A polícia ainda não tem noção da quantidade de pessoas que foram vítimas do estelionatário do sexo. No entanto a investigação tem andamento para localizar todas as vitimas. O acusado foi preso por policiais da Superintendência da Polícia Civil do Interior (SPCI) com apoio de policiais civis da cidade de Urbano Santos, em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça daquele município.

Por Silvan Alves

Tags

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar