ELEIÇÕES

Yglésio denuncia assédio a servidores no governo Flávio Dino

Segundo a denúncia, servidores do governo Flávio Dino estariam sendo assediados para votar em Duarte Jr

O deputado Yglésio Moisés (PROS), denunciou, nas redes sociais, a onda de assédio em que estão sendo alvos os servidores públicos estaduais por conta do segundo turno da eleição em São Luís entre os candidatos Eduardo Braide (Podemos) e Duarte Júnior (Republicanos).

Yglésio classificou a atitude do governo Flávio Dino de “covarde”. Servidores estariam sendo chamados para plotar seus veículos, participar de atos políticos, inclusive de reuniões nas secretarias e orientados a votar no candidato apoiado pelo governador Flávio Dino.

“Covardia grande ameaçar a retirada do sustento de uma pessoa e de sua família pelo fato dela não votar no Espalhador de Covid. Violência patrimonial estatal semelhante à da mulher que aguenta humilhação e pancadas porque não se consegue prover sozinha”, afirmou o deputado estadual.

“Você, servidor público que está sendo assediado no trabalho pra eleger o sociopata espalhador de covid, não se deixe vender. Silencie, respire fundo, mas quando estiver na urna: vote nulo, vote em branco ou, preferencialmente vote 19”, finalizou.

No início da semana, secretários que ocupam cargos no primeiro escalão do governo Flávio Dino foram convocados a manifestar apoio ao candidato Duarte Júnior (Republicanos) nas redes sociais. Eles gravaram inclusive vídeo que foram postados em seus perfis.

Em uma das postagens, o secretário de Turismo Catulé Júnior afirmou: missão dada é missão cumprida”.

Por Zeca Soares

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo