BABADO DA SEMANA

Entenda como o escritório de Josimar Maranhãozinho servia de cofre da corrupção

A Polícia Federal encontrou grande quantia em dinheiro vivo no escritório do Moral da BR

O que Josimar Maranhãozinho não esperava era uma visita surpresa da Polícia Federal, na manhã desta quarta-feira (9), em sua casa e escritório em São Luís. O deputado federal do Partido Liberal, aliado número 01 de Jair Bolsonaro, diz está surpreso, mas deve também está com diarreia nervosa após esse baculejo.

A TV Globo trouxe as primeiras imagens do dinheiro apreendido no escritório do deputado federal Josimar de Maranhãozinho na manhã desta quarta-feira (9). No jornal Bom Dia Brasil foram publicadas cenas do montante que está sendo contado pela Polícia Federal, e deve ultrapassar os 2 milhões.

OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL

Agentes da Polícia Federal encontraram cerca de R$ 2 milhões, em espécie, na residência do deputado federal Josimar Maranhãozinho, presidente do PL no Maranhão, segundo fontes do BLOG ATUAL7. Além do dinheiro encontrado no escritório do parlamentar, valor ainda não integralmente contabilizado pela PF.

Josimar Maranhãozinho é o principal alvo da Operação Descalabro, deflagrada nesta quarta-feira 9, contra suposto esquema criminoso voltado ao desvio de recursos públicos, da área da saúde, por meio do direcionamento de licitações.

A investigação corre em sigilo perante o STF (Supremo Tribunal Federal). Relator, o ministro Ricardo Lewandowski autorizou o cumprimento de 27 de mandados de busca e apreensão, em São Luís e no interior do estado. Também foi determinado o bloqueio de mais de R$ 6 milhões em patrimônio do parlamentar, entre outras medidas. O trabalho conta com a participação de 98 policiais federais.

Segundo informações da PF, o deputado federal Josimar Maranhãozinho, teria desviado dinheiro de suas emendas parlamentares à área da saúde, de abril a dezembro de 2020. Estima-se que a fraude pode ter gerado prejuízo de R$ 15 milhões aos cofres públicos.

Josimar empenhou R$75 milhões em emendas à Codevasf

Segundo matéria do site O Antagonista, o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL-MA) foi alvo nesta quarta-feira (9), da Polícia Federal na Operação Descalabro, que investiga desvios de emendas parlamentares empenhadas pelo parlamentar para a saúde, no valor total de R$ 15 milhões.

Mas a suspeita dos investigadores é que o esquema comandado por Maranhãozinho seja muito maior, envolvendo outros parlamentares e prefeitos.

Levantamento obtido por O Antagonista mostra que, só em 2019, o deputado empenhou mais de R$ 75 milhões em emendas para ações da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba) – quase 20% de todos os recursos que a empresa obteve por meio de emendas e termos de execução descentralizada (TED).

O dinheiro teria sido destinado a obras de pavimentação, compra de tratores e escavadeiras, caminhão pipa e outros serviços, nos municípios de Maranhãozinho, Centro do Guilherme, Zé Doca, Igarapé do Meio, Araguanã, Lago dos Rodrigues, Coroatá, São Matheus, Monção, Codó e Colinas.

A PF tem informações de que o deputado conseguiu destinar tamanho volume de recursos a partir de um esquema de compra de emendas de outros parlamentares. A negociata também envolveria prefeitos comprometidos a contratar empresas indicadas por Maranhãozinho, que recebia posteriormente uma “comissão” – retirada de contratos superfaturados por meio de emissão de notas frias.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo