PARLAMENTO

Kassab quer reforma administrativa e auxílio emergencial

Para o presidente nacional do PSD, essas questões devem ser prioridade máxima da nova gestão do Congresso, mas alerta que o teto de gastos precisa ser preservado

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, participou na manhã desta quinta-feira (4) do jornal “Gente”, da rádio Bandeirantes, e defendeu como prioridades para a nova gestão do Congresso Nacional as discussões que busquem a reforma administrativa do Executivo e solução de continuidade para auxílio à população de baixa renda afetada pela pandemia do coronavírus. “Creio que devem ser prioridade máxima a discussão de uma reforma administrativa e uma solução para o auxílio emergencial, contudo o teto de gastos deve ser preservado, pois é uma sinalização importante para investidores e para a economia do país”, disse.

Kassab lembrou que o auxílio emergencial concedido pelo governo em 2020 deu suporte a famílias vulneráveis em meio à covid-19, além de permitir que a economia não ficasse estagnada. “O auxílio movimentou a economia e isso deve ser levado em conta”, afirmou.

Questionado sobre a reforma administrativa – conjunto de medidas voltado para maior eficiência do estado brasileiro, Kassab ressaltou a necessidade de redução de despesas, corte de cargos e racionalização de investimentos pelo Governo Federal.

O presidente do PSD apontou ainda que as bancadas do partido possuem independência e discussões quanto a participação do partido em espaços de governo é desenvolvida com a participação dos parlamentares.

Mostre mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo